Ceni ganha reforços caseiros no Flamengo, diretoria cobra melhora e descarta atitude "drástica"

Marcelo Cortes/Flamengo/Divulgação

Em meio a um momento de turbulência no Flamengo, Rogério Ceni ganha três reforços importantes para a partida contra o Atlético-MG nesta quarta-feira (7), válida pelo Campeonato Brasileiro. O treinador terá à disposição Arrascaeta, Maurício Isla e Piris da Motta, que se apresentaram ao clube após a eliminação de suas respectivas seleções na Copa América e serão relacionados para o duelo em Belo Horizonte. 

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Conforme trouxe a reportagem da Goal, Ceni está incomodado com as críticas, muitas delas vistas por ele como "exageradas", e a ausência de reforços. O comandante chegou a pedir alguns a contratação de alguns nomes, que não agradaram a diretoria do Flamengo e acabaram não sendo contatados. 

De olho no mercado, o Flamengo sonha com as contratações de Kennedy, do Chelsea, e Thiago Mendes, do Lyon. Apesar das dificuldades, a diretoria enxerga uma pequena evolução em ambos os casos: o time inglês não tem outras ofertas pelo ex-Fluminense, enquanto o volante já manifestou aos franceses o desejo de ser negociado. 

Enquanto não recebe maiores novidades, Ceni se apoia no trio que retornou da Copa América para espantar a crise. São três derrotas nos últimos cinco jogos, algo que deixou a moral do treinador balançada internamente. Há uma forte cobrança nos bastidores para que o time não sofra mais com os famosos 'apagões' durante os jogos, e que o técnico melhore a leitura de jogo. 

No entanto, a ideia da diretoria é não tomar nenhuma atitude "drástica" antes da equipe estar completa. Se existe o entendimento de que o treinador tem cometido alguams falhas, entende-se também que a ausência dos principais jogadores tem peso grande. Vale destacar que Gabi e Éverton Ribeiro, a serviço da seleção brasileira na Copa América, só retornam ao Fla após o próximo final de semana, quando será disputada a final do torneio no Maracanã.

Com os "reforços" caseiros, Ceni terá a oportunidade de afastar a tensão nesta quarta-feira (07), diante do Atlético-MG, pelo Brasileirão. Depois disso, o Flamengo ainda encara a Chapecoense, no domingo (11), antes de enfrentar o Defensa y Justicia pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa Libertadores.