Como Palmeiras de Abel recuperou Rony e viu atacante reviver números de Athletico

Comentários()
Depois de sofrer com críticas durante a gestão Luxemburgo, Rony cresceu na produção ofensiva e hoje é visto como dono da posição

Rony começou a temporada e chegou até outubro muito contestado pela torcida do Palmeiras. Alvo de piadas e até de questionamentos nas redes sociais pelos 6 milhões de euros investidos na sua contratação, o jogador melhorou a produção sob o comando de Abel Ferreira e está cada vez mais perto do jogador que foi no Athletico.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Nos números, por sinal, a proximidade é evidente. Com seis gols em 34 partidas (0,17 por jogo), ele já tem média semelhante à alcançada com a camisa do Furacão em 2019. Foram nove tentos em 49 duelos pelos parananenses, média de 0,18 por jogo.

Já nas assistências, Rony tem seis no mesmo período contra 11 do ano passado. A média é pior dessa vez, mas o bastante para deixá-lo empatado na terceira posição com Wesley e Zé Rafael. Os líderes são os laterais Matias Viña e Gabriel Menino, ambos com sete.

Internamente, a comissão técnica diagnosticou que Rony precisava apenas retomar a confiança para produzir no nível esperado. A ideia de jogo, no entendimento dos palmeirenses, casava perfeitamente com a velocidade e a força de arranque do jogador. Precisavam, porém, que ele só se preocupasse em fazer isso.

Rony vinha sendo pouco utilizado na reta final de Luxemburgo, atuando por 90 minutos em apenas um dos últimos 23 jogos do treinador. A retomada começou com Andrey Lopes, que lhe deu vários minutos nos três últimos jogos em que comandou o profissional.

Rony evita comemorar gol contra o Athletico Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Depois, com Abel, Rony foi titular em cinco dos seis jogos do treinador português, anotando quatro dos seus seis tentos em todo o ano. "Está confortável, no dia a dia e nos jogos", disse à Goal um membro do departamento de futebol.

A retomada do atacante casa também com o momento de maior necessidade da equipe, já que Wesley, com quem disputou posição por boa parte da temporada, sofreu grave lesão no joelho e só volta a atuar no ano que vem.

Com Rony cada vez mais próximo do atacante contratado por aquele grande montante de dinheiro no início de 2020, o Verdão espera chegar mais perto da obsessão de títulos que domina a torcida.

Fechar