Notícias Placares ao vivo
Palmeiras

Andrey Lopes entrega Palmeiras a Abel como melhor interino do século no Alviverde

20:11 BRT 02/11/2020
Andrey Lopes Palmeiras Atlético-MG Brasileirão 02 11 2020
O Cebola, como é carinhosamente conhecido, superou o aproveitamento que Jorginho teve em 2009. Mais importante ainda: amenizou a tensão no clube

Quando Andrey Lopes recebeu a missão de comandar interinamente o Palmeiras, logo após a demissão de Vanderlei Luxemburgo, o clima nos arredores do Allianz Parque não era nada bom: enquanto os dirigentes alviverdes se desdobravam para encontrar um novo treinador, a torcida seguia insatisfeita - tanto com os resultados no Brasileirão quanto pelo desempenho abaixo do esperado.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Cinco jogos e quatro vitórias depois, considerando todas as competições, Andrey passou com moral pelo teste e entrega um time em alta e com a confiança recuperada para o português Abel Ferreira, o novo treinador do Palmeiras. A contundente vitória por 3 a 0 sobre o Atlético Mineiro, pela 19ª rodada do certame nacional, não vai ficar apenas marcada na história pessoal do Cebola, como Andrey Lopes é carinhosamente apelidado, mas também dentro do recorte do desempenho de técnicos interinos do clube alviverde neste século.

Andrey Lopes, que já havia assumido interinamente a área técnica palmeirense nas últimas duas rodadas do Brasileirão de 2019, voltou a ser acionado na segunda semana de outubro de 2020. A derrota por 2 a 0 na estreia contra o Fortaleza, pela 17ª rodada da Série A, foi a única de Cebola neste novo período “tapando o buraco”. Vitórias contundentes e seguras sobre o Tigre (5 a 0, pela Libertadores), Atlético-GO (0 a 3, pelo Brasileirão) e Red Bull Bragantino (1 a 3, na ida das oitavas de final da Copa do Brasil) já haviam devolvido ânimo à torcida e aos próprios atletas.

Mas o triunfo sobre o Atlético-MG, antes de entregar o time para Abel Ferreira, é marcante por três razões: o ciclo encerrado no holofote principal antes de voltar a ser auxiliar do clube; a vitória sobre um time candidato ao título... e pelo aproveitamento de 85%, a melhor de um treinador interino do Palmeiras neste século, considerando profissionais com um mínimo de cinco jogos disputados. A melhor marca anterior pertencia a Jorginho, que em 2009 comandou interinamente a equipe em sete jogos com 76% de sucesso – cinco vitórias, um empate e uma derrota.

Evidente que destacar a marca histórica de um treinador interino é algo muito pequeno. Especialmente para um clube gigante como é o Palmeiras - ainda que a presença de interinos no futebol brasileiro seja constante devido ao enorme número nas demissões de técnicos por aqui.

Entretanto, não deixa de ser um atestado do resultado rápido demonstrado pelo time palmeirense neste período temporário de Andrey Lopes. Ao menos até a estreia de Abel Ferreira, o Palmeiras pode respirar mais aliviado e até acreditando que o sonho de títulos ainda pode ser uma realidade nesta temporada tão complicada.

"Em alguns jogos atrás nossa equipe deixou de competir. A gente sabe que o Brasileiro exige muito isso, se entrarmos meia-boca o jogo não flui. Acho que conseguimos recuperar esse espírito de luta, competindo muito", disse o meia Zé Rafael, ao microfone do Premiere, após a vitória sobre o Atlético.

"Acho que o Andrey deixa um bom trabalho, conseguiu retomar a confiança, encaixar uns setores que não estavam encaixados. Espero que o Abel consiga dar sequência ao trabalho", concluiu.