Paulinho deixa o Al-Ahli: dois meses de gols, braçadeira de capitão e problemas particulares no Brasil

Última atualização
Al Ahli FC

Depois de apenas dois meses, o meio-campista Paulinho, de 33 anos, rescindiu o contrato com o Al-Ahli, da Arábia Saudita. Experiente, o jogador marcou dois gols em quatro jogos e era o primeiro capitão da equipe. 

Segundo o comunicado oficial do Al-Ahli, a rescisão foi em comum acordo e se deu por conta de problemas particulares do jogador. A Goal confirmou com pessoas próximas ao atleta que a saída foi amistosa e que Paulinho precisa resolver questões pessoais no Brasil. 

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

No clube saudita, Paulinho havia assinado um contrato de três temporada, recebendo 4 milhões de dólares (cerca de R$ 21 milhões) por ano mais bônus por metas alcançadas. 

Antes de acertar com o Al-Ahli, Paulinho estava desde novembro de 2020 sem disputar uma partida oficial e manteve a forma utilizando as instalações do Red Bull Bragantino. O time de Bragança Paulista, inclusive, nutriu o sonho de contratar o jogador. 

Além do Red Bull, outras equipes demonstraram interesse em Paulinho, como Grêmio e Corinthians. O jogador, no entanto, optou pelo projeto do Al Ahli. Agora, sem clube, Paulinho não poderá voltar ao Brasil, pelo menos até dezembro, uma vez que a janela de transferências está fechada e ele se tornou agente livre fora do período.