Notícias Placares ao vivo
Especiais e Opiniões

Marinho, cria do Flu e ex-Santos, tomou um caminho comum ao novo Flamengo

14:14 BRT 28/01/2022
Marinho apresentação Flamengo 28 01 2022
O novo reforço rubro-negro, cria de Xerém, assinou contrato de duas temporadas após anos de destaque na Vila Belmiro

Marinho é o primeiro reforço do Flamengo para a temporada 2022. O atacante, contratado junto ao Santos por cerca de R$ 6 milhões por dois anos, já foi apresentado e vestiu a camisa. Reforço para um setor que perdeu recentemente Michael e Kenedy, o jogador de 31 anos tomou um caminho bem conhecido.

Nas últimas temporadas, uma parte considerável dos ótimos reforços contratados pelo Flamengo tiveram um passado recente de destaque pelo Santos.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Se levantarmos alguns dos principais nomes que o Rubro-Negro trouxe a partir de 2019, é possível fazer uma lista extensa: Bruno Henrique, Gabigol e Gustavo Henrique fizeram o caminho direto, enquanto o ex-santista Thiago Maia ainda teve uma passagem pelo Lille, da França, antes de se juntar à tropa rubro-negra de ex-jogadores do Santos.

Uma outra característica comum à boa parte das contratações que o Flamengo fez a partir de 2019 (tomado como marco aqui pelo perfil mais agressivo que o clube passou a adotar no mercado de transferências) foi a de trazer, coincidentemente, jogadores que também tinham um passado no Fluminense, rival carioca.

Gerson, que brilhou pelo Fla antes de ser vendido ao Olympique de Marseille, Pedro e Kenedy (que retornou ao Chelsea após curto empréstimo) são todos crias das divisões de base do Tricolor Carioca.

Marinho, portanto, está inserido nestes dois grupos.

O carismático atacante foi talhado nas divisões de base do Fluminense, apesar de não ter dado certo no time profissional em 2008. Após destaques em outros clubes, encontrou no Santos o melhor momento de sua carreira nos últimos três anos. Foram 41 gols e 17 assistências em 113 partidas oficiais – ou seja, contribuiu diretamente para gols em mais da metade (51%) dos jogos que fez pelo Peixe.

A sua melhor temporada na Vila Belmiro foi a de 2020, quando levou o Santos à final da Libertadores e terminou a campanha eleito como Rei da América. Os títulos não vieram, mas o destaque foi inquestionável.

Marinho seguiu um caminho comum para os reforços deste Flamengo, que coincidentemente (ou não) mantém seu olho fixo em jogadores com passagens boas por Santos e Fluminense. A esperança da torcida rubro-negra é que Marinho siga agora o caminho da maioria deles, e tenha destaque nas vitórias do time.