Manchester United se recusa a vender Pogba, alvo de Barcelona e Juventus

Comentários()
Getty Images
Rumores recentes têm sugerido uma saída do meia francês de Old Trafford, mas ingleses sequer pensam nessa hipótese

O Manchester United não tem o menor interesse na saída de Paul Pogba, que estaria negociando nos bastidores uma transferência para Barcelona ou Juventus. Apesar das supostas tratativas do italiano Mino Raiola para conseguir a saída do meia francês, Goal pôde confirmar que o clube fará jogo duro para segurar o camisa 6 em Old Trafford.

Um dos principais empecilhos se dá em função da nova data de encerramento da janela de transferência na Inglaterra, que passa a acontecer muito antes de grande parte dos principais centros da Europa: os clubes terão até esta quinta-feira, dia 9, para contratarem reforços para a primeira metade da temporada. Assim, os Devils não estão dispostos a perderem um nome importante do elenco e, de quebra, correrem o risco de não terem tempo para repor a perda.

As notícias em torno da possível transferência de Pogba movimentaram os últimos dias do mercado europeu: o jogador de 25 anos se encontrou com Eric Abidal, seu ex-companheiro de seleção francesa, nos Estados Unidos, o que foi compreendido como uma possível aproximação entre o jogador e o Barcelona.

Já a Juventus, segundo informações, estaria disposta a incluir o bósnio Miralem Pjanic como parte do negócio, embora a Velha Senhora dificilmente colocaria à disposição um de seus principais meio-campistas. Por outro lado, o United também não estaria muito empolgado com a possibilidade de uma troca.

Paul Pogba France World Cup
(Foto: Getty Images)

Pogba continua sendo uma chave importante dos planos de José Mourinho em Old Trafford, apesar de uma temporada de altos e baixo que levou o jogador ao banco de reservas inclusive em partidas importantes, como diante do Sevilla, na Champions League. Agora, o técnico português espera ver do jogador atuações do nível que exibiu pela seleção francesa campeã do Mundo em 2018.

“Espero que ele entenda porque ele foi tão bem (na Copa)”, disse Mourinho. “Eu acho que esse é o ponto sobre seu nível de performance, sua contribuição para uma equipe vencedora. Ele deve entender o porquê de ter ido tão bem, especialmente na segunda parte da competição. Foi, na minha opinião, absolutamente brilhante.”

O meia voltou a treinar na base do United em Carrington nesta segunda-feira (6), de olho na estreia pela Premier League na sexta-feira (10) contra o Leicester City. Ele esteve entre os jogadores que receberam um tempo maior de folga - três semanas - em função da progressão dos Bleus no último Mundial.

Fechar