Notícias Placares ao vivo
Chelsea

Chelsea: sequência para Odoi significa saída de Hazard?

23:07 BRT 21/02/2019
Callum Hudson-Odoi Chelsea 2018-19
Após a vitória por 3 a 0 sobre o Malmö, o técnico Maurizio Sarri deu uma declaração que abre espaço para interpretações das mais diversas

Callum Hudson-Odoi é a maior sensação que surgiu na base do Chelsea nos últimos anos. O jovem ponteiro tem força na finalização e habilidade para leitura dos espaços. Foi um dos tantos bons valores campeões do Mundial sub-20 pela Inglaterra e atiça a ansiedade dos torcedores londrinos especialmente em uma equipe em crise.

Em janeiro, pediu para ser negociado com o Bayern de Munique. Os alemães queriam seguir o exemplo do que fez o Borussia Dortmund ao tirar Jadon Sancho do Manchester City e ofereceram 35 milhões de libras. Mas não foi apenas o dinheiro que mexeu com jovem de origem ganesa. Odoi já buscava mais oportunidades para jogar no futebol profissional.

Maurizio Sarri, entretanto, parece blindar o garoto. O maior número de oportunidades veio na Europa League, onde o ponta de 18 anos foi mais vezes titular até o momento (três vezes, dentre os seis jogos disputados). Na vitória por 3 a 0 desta quinta-feira (21), que levou o Chelsea às oitavas de final da competição europeia, Odoi foi um dos destaques ao finalizar a contagem com um belíssimo gol: recebeu lançamento espetacular de Willian, partiu para cima dos defensores do Malmö e chutou seco para o fundo das redes. Também criou três boas oportunidades.

Já era de se esperar que o jovem fosse um dos principais temas da entrevista pós-jogo, ainda mais depois que o Paris Saint-Germain entrou na briga pela sua contratação. Depois de ter comentado bastante sobre o quanto o triunfo foi importante para a confiança do grupo, Sarri elogiou a exibição do jovem, mas fez uma declaração que pode dizer muita coisa e ter inúmeras variáveis.

Vocês precisam entender que, para a mesma posição, nós temos Pedro, Willian e Hazard. Então não é fácil para um jovem atuar com a consistência dos seus companheiros de time. Gostaria de lembrar a vocês que o Callum, contando com hoje, já fez 14 jogos. Não existe outro garoto de 18 anos que tenha feito 14 partidas com o time principal aqui na Inglaterra”, iniciou o treinador italiano, antes de soltar a bomba.

“É claro que os 20 jogos desta temporada serão 30 na próxima e 40 daqui a dois anos. Eu também acho que o clube precisa decidir. Se eu estou no clube e quero Callum neste clube tendo consistência, preciso vender outro ponta. Caso contrário o treinador fica em perigo”, disse.

Em perigo, Sarri já está por causa dos péssimos resultados e pressão gigante da torcida. Mas a declaração que requer atenção é justamente a que diz que o clube precisaria vender um outro ponta. Neste momento, além de Callum, os Blues contam especialmente com Pedro, Willian e Eden Hazard. O brasileiro chegou a protagonizar rumores sobre uma eventual transferência, mas nada tão forte quanto a possibilidade de os londrinos perderem Hazard para o Real Madrid. O belga já falou sobre a vontade de vestir a camisa merengue, e dentre os reforços mais badalados que poderiam chegar ao Santiago Bernabéu futuramente é um dos mais constantes nos rumores vindos da Europa.

Odoi foi escalado na ponta-direita contra o Malmö, enquanto Willian ficou no flanco oposto. O brasileiro, embora tenha mais jogos no lado direito de ataque, sempre mostrou-se à vontade em qualquer posição pelos cantos. Não é o caso de Hazard, um ponta-esquerda por excelência. Vale lembrar também que os Blues terão o ponta-direita Christian Pulisic, contratado junto ao Borussia Dortmund, na próxima temporada.

Seguindo estritamente as palavras de Sarri, os futuros de Hazard e Hudson-Odoi podem estar na mira em uma narrativa conflitante. Teoricamente um não teria espaço se ali estiver o outro. Nesta quinta-feira (21) o belga, craque do time, não saiu do banco de reservas... mas ouviu a torcida gritar pedindo a permanência de Callum. Muito mais como provocação ao treinador italiano, como mensagem de que desejam ver o jovem mais vezes em campo, do que qualquer outra coisa. Até porque em meio a este mar de dúvidas, a única certeza no Chelsea de hoje é que a situação do técnico não é boa.

document.write('');