Taison está de volta: Inter transfere valores de D'Alessandro a seu novo protagonista

O atacante assinou um contrato de dois anos com o Colorado; valores economizados com a saída do argentino serão usados no reforço

 A direção do Internacional confirmou, na tarde desta sexta-feira (16), a contratação do atacante Taison, 33 anos, que estava no Shakhtar Donestk da Ucrânia. A negociação já vem acontecendo desde o final do ano passado, quando Alessandro Barcelos foi eleito presidente do colorado.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Sem muitos recursos para grandes investimentos, Taison seria o grande lance do Inter para a temporada 2021. A direção já tinha a informação de que o ídolo Andrés D’alessandro não renovaria seu contrato, que findou em dezembro de 2020. Com isto, os dirigentes iniciaram as tratativas para repatriar Taison.

A ideia era canalizar o que D’Alessandro ganhava entre salários e direito de imagem e oferecer para Taison, que já havia dito que queria retornar para o Inter e ficar perto da família, que mora em Pelotas, no interior do Rio Grande do Sul, e que dinheiro não seria problema para definir o acerto.

Com a proposta aceita pelo atacante, o maior desafio passou a ser o de convencer os dirigentes ucranianos a antecipar a liberação de Taison, que tinha contrato com o Shakhtar até junho de 2021.

Foi uma corrida contra o tempo, já que, para contar com Taison ainda no primeiro semestre deste ano, a rescisão teria que ocorrer antes do dia 23 maio, quando fecha a janela de contratações do exterior.

A direção do Inter, junto com o staff que cuida da carreira de Taison, começou então um trabalho silencioso nos bastidores para antecipar a liberação do atacante. A boa relação entre os clubes e o bom cartaz que Taison tem junto ao time ucraniano foram determinantes para um acerto entre as partes. O contrato de Taison com o Inter será de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais uma temporada.

Taison retorna para o Beira-Rio após passar 11 anos no leste europeu. No Colorado, o atacante atuou nas categorias de base e no time profissional, conquistando títulos importantes, como Copa Sul-Americana, Libertadores da América, Copa Suruga e duas edições do Campeonato Gaúcho.

Mais experiente e com uma bagagem de ter atuado por onze anos no futebol europeu, Taison agora terá o desafio de ajudar o clube a retomar o caminho das grandes conquistas, algo que não acontece desde 2010, quando o colorado conquistou a América, casualmente com o Taison sendo uma das peças importantes daquele time.

Fechar