Quem é Luiz Felipe, o zagueiro que recusou a seleção da Itália para defender o Brasil

Comentários()
Getty
Defensor da Lazio disse que "futebol é coração e sentimento" ao explicar decisão de defender o Brasil

O zagueiro da Lazio Luiz Felipe usou sua conta no Instagram para dizer, nesta segunda-feira (18), que recusou a convocação para a seleção italiana sub-21 para não perder o direito de defender o Brasil no futuro. 

"Depois de muita reflexão, necessária para uma decisão tão delicada, e agradecido por ter a oportunidade de defender uma camisa tão prestigiada como a da Itália, optei jogar pela Seleção Brasileira", escreveu o defensor. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ringrazio la Federazione Italiana Giuoco Calcio per le attenzioni che mi ha riservato nell’ultimo periodo, ma dopo una lunga riflessione necessaria per una scelta così delicata, pur essendo lusingato di poter indossare la prestigiosa maglia della Nazionale Italiana, ho deciso di competere per la casacca della Selecao. Un sentito ringraziamento va all’allenatore Luigi Di Biagio che con pazienza e sensibilità mi ha supportato in un momento così complicato della mia carriera. Il calcio è soprattutto una questione di cuore e sentimento e sono sicuro che la mia scelta verrà compresa.

Uma publicação compartilhada por Luiz Felipe Ramos (@luizfeliperamos27) em

"Quero agradecer de maneira sincera o técnico Luigi Di Biagio, que teve paciência e sensibilidade para me apoiar em um momento tão complicado da minha carreira", disse o zagueiro sobre o treinador que o convocou para a seleção italiana poucos dias depois dele conseguir seu passaporte italiano. 

Ele finalizou explicando a decisão: "O futebol é antes de tudo uma questão de coração e sentimento. Estou certo que minha decisão será compreendida". Nos comentários muitos torcedores da Lazio parecem apoiar a escolha de Luiz Felipe. 

Nesta temporada o brasileiro já disputou pela Lazio 11 jogos do Campeonato Italiano, cinco da Liga Europa e um da Coppa Italia. Na partida da Coppa ele foi eleito o melhor jogador do empate de 0 a 0 contra o Milan

A CARREIRA 

Aos 13 anos, Luiz Felipe Ramos Marchi jogava nas categorias de base Colina Atlético, time da sua cidade natal, Colina, no interior de São Paulo. Mesmo tão novo, decidiram o escalar para atuar por 15 minutos durante um amistoso com garotos mais velhos, do time sub-20 do Ituano.   

Não sabemos exatamente o que Luiz Felipe fez nesses 15 minutos, mas foi o bastante para chamar a atenção do campeão mundial Juninho Paulista, dirigente do Ituano, que após o jogo chamou  o menino para testes no clube. Ele foi aprovado e desenvolveu seu futebol lá dos 14 aos 18 anos. No time de Itu disputou Campeonato Paulista e a Série D do Brasileirão. Sem propostas de times brasileiros, ele tentou a sorte na Europa.  

Seu pai, Silvio Marchi, contou ao site SS Lazio Brasil que o menino teve apoio de um empresário para fazer um tour de testes na Europa: "um empresário o levou para fazer testes na Europa, em times como Manchester City,  Manchester United, PSG e, finalmente, a Lazio, onde ele deu certo e está até hoje muito feliz." 

A Lazio pagou €850 mil euros (R$3,5 milhões) para levar o jogador do Ituano e imediatamente o emprestou para a Salernitana, espécie de time B da Lazio, para que ganhasse experiência na segunda divisão italiana. Seu bom desempenho levou o técnico Simone Inzaghi a chamá-lo para a Lazio na última temporada. Desde então seu protagonismo cresce aos poucos no time principal.

Como dedura o sobrenome, Luiz Felipe Marchi é de família italiana e conseguiu o passaporte do país no último ano. Foi o que possibilitou sua convocação. 

O zagueiro já.disputou duas partidas pela Seleção Brasileira sub-20, mas os jogos eram amistosos. A FIFA diz que um jogador se torna inelegível para jogar por uma segunda seleção nacional se já disputou um jogo oficial por outro país, 

Mais artigos abaixo

Atualmente a seleção da Itália conta com o meia Jorginho e o lateral Emerson Palmieri, ambos do Chelsea e nascidos no Brasil, que optaram por defender a Squadra Azzurra. 

 

 

Fechar