O gol de Messi que tirou Simeone do sério

Comentários()
Getty Images
Em fevereiro deste ano, o 10 do Barcelona marcou um gol 'agonizante' da vitória sobre o Atlético e seu compatriota não conseguiu se conter

Foi o último Atlético x Barcelona da história do Vicente Calderón. Em 26 de fevereiro deste ano, o já inexistente estádio colchonero estava lotado para a visita do segundo colocado do campeonato, a equipe de Luis Enrique. 
 
Depois de uma primeira etapa sem gols e com poucas emoções, Rafinha colocou os catalães na frente com um gol inesperado. O rebote favoreceu o brasileiro, que marcou o 1-0. Quatro minutos depois, Diego Godín aproveitou um lance de bola parada para empatar em 1-1. No entanto, a partida da 24ª rodada não terminaria empatada por causa de Lionel Messi. 
 
O '10' esfregou a lâmpada e, aos 41 minutos do segundo tempo, fez um gol que não estava nos planos de ninguém. Muito menos no de Diego Simeone. Ele cobrou uma falta quase do meio do campo, procurando por alguns de seus companheiros de equipe que estavam na área de Jan Oblak. 

Lionel Messi Barcelona Jan Oblak Atletico Madrid La Liga
Crédito: Getty

Era impossível que a jogada terminasse em gol do camisa 10 que estava a quase 50 metros do gol. Mas, assim foi. Umtiti encontrou a bola, deu para Suárez e o uruguaio deu um passe mortal para Messi, que veio como um raio até a área após cobrar a falta, que pegou a bola e finalizou duas vezes. O primeiro tiro atingiu Savic, o segundo Oblak não conseguiu alcançar. 
 
O 2 a 1 do Barcelona era demais para Simeone, que viu seu compatriota ganhar o jogo e atingir a marca de 27 gols contra os colchoneros. É por isso que El Cholo, resignado, não conseguiu se conter e disse em um bom espanhol: "La concha de su madre" irritado com a derrota.


VEJA TAMBÉM:


Fechar