Na Copa do Mundo 2018, cartão vermelho foi 'artigo raro'

Comentários()
Richard Heathcote/Getty Images
Apenas quatro jogadores levaram vermelho durante todo o torneio; Mundial de 2014 teve 11 expulsos no total

A Copa do Mundo da Rússia chegou ao fim com a conquista da França, que bateu a Croácia por 4 a 2 na decisão. Várias marcas chamaram a atenção, mas, uma delas em especial, merece destaque: apenas quatro cartões vermelhos foram mostrados.

O primeiro jogador a ser expulso no Mundial foi o colombiano Carlos Sánchez, que colocou a mão na bola para evitar o gol do Japão com apenas três minutos de jogo (a segunda expulsão mais rápida da história da Copa) ainda na primeira rodada.

Na segunda rodada, o zagueiro alemão Jérôme Boateng levou o segundo amarelo e, consequentemente o vermelho, aos 36 minutos da segunda etapa no jogo contra a Suécia, se tornando o segundo jogador do Mundial a ser expulso nesta edição.

Jerome Boateng expulso Alemanha Suecia Copa 2018 ( Foto: Getty)

Na última rodada da fase de grupos, o lateral-direito Igor Smolnikov foi expulso aos 37 minutos da etapa inicial após receber o segundo cartão amarelo.

Nas partidas de mata-mata, o único jogador a deixar o gramado mais cedo foi Michael Lang já no fim do confronto das oitavas de final contra a Suécia ao cometer falta em Olsson, que ficaria frente à frente com o goleiro.

O número de vermelhos foi o mais baixo dos últimos mundiais. No Brasil, em 2014, foram 11 expulsões durante toda a Copa. O Mundial com mais cartões vermelhos registrados durante todo o Mundial foi na Copa de 2006, na Alemanha: 28 vermelhos.

Apenas duas Copa não tiveram expulsões ao longo do torneio: a do Brasil, em 1950, e a do México, em 1970. Vale destacar que o aumento do número de vermelhos é visivelmente claro a partir da Copa de 90, na Itália (16). Após esta edição, nenhuma das Copas seguintes teve menos de 10 cartões vermelhos mostrados (15, 22, 17, 28, 17 e 11 respectivamente).

QUEM LEVOU VERMELHO NA COPA DO MUNDO 2018?

JOGADOR EXPULSO PARTIDA DATA ÁRBITRO
Carlos Sánchez Colômbia 1 x 2 Japão 19 de junho Damir Skomina
Jerome Boateng Alemanha 2 x 1 Suécia 23 de junho Szymon Marciniak
Igor Smolnikov Uruguai 3 x 0 Rússia 25 de junho Malang Diedhiou
Michael Lang Suécia 1 x 0 Suíça 3 de julho Damir Skomina

Fechar