Draft da China: quem pode ficar com Paulinho, Roger Guedes e cia?

Comentários()
Atletas como Anderson Talisca, Renato Augusto, Miranda, entre outros, também estão disponíveis; quem ficaria com quem nessa situação?

Uma bomba estorou sobre o futebol brasileiro nesta madrugada de quinta (4) para sexta-feira (5): em meio a proibição de estrangeiros visitarem o país, pós-pandemia do coronavírus Covid-19, vários atletas brasileiros não poderão defender equipes chinesas neste ano. Assim, nomes como Roger Guedes, Anderson Talisca e Renato Augusto ficaram, de uma para outra, disponíveis no mercado.

Desta maneira, orcedores da maioria das equipes do país acordaram sonhando em repatriar ídolos, pelo menos até o final de 2020. Mas o que aconteceria se estes atletas fossem escolhidos, cada um por um dos principais clubes do Brasil, similar ao que acontece em ligas americanas como a NBA e a NFL?

Tendo em vista que alguns bons nomes como Oscar e Hulk burlaram a proibição, por já estarem na China antes do fechamento das fronteiras, tentamos cobrir algumas necessidades dos principais times da Série A do Brasileirão com jogadores diiponíveis.

Confira!

São Paulo: Roger Guedes

Antony não joga mais pelo São Paulo. O jovem foi vendido ao Ajax e se apresenta ao clube holandês no começo de julho, sem ter a chance de se despedir da torcida do Tricolor. As peças de reposição para a função, que vão de Helinho a Rojas, ainda não convencem.

Assim, o clube paulista seria o destino ideal de Roger Guedes. O atacante é rápido, habilidoso e muito técnico, sendo uma peça ideal para o esquema de Fernando Diniz. Assim, ele poderia jogar pela esquerda, em um esquema mais ofensivo, junto com Pablo e Pato, trocando de posição, ou pela direita, com Vitor Bueno e um dos centroavantes.

O São Paulo já se interessou pelo ex-jogador do Palmeiras no passado e deve fazer uma proposta de empréstimo, para o atleta do Shandong Luneng.

Botafogo: Paulinho

Paulinho treino Brasil Seleção 30082016

O Botafogo tentou, tentou e tentou a contratação de Yaya Touré. O meio-campista chegaria para formar uma dupla muito técnica com Keisuke Honda, mas o sonho do Alvinegro acabou ficando pelo caminho

No entanto, sem se preocupar com salários altos, o clube escolhe Paulinho, trocando a técnica do marfinense pelo posicionamento do brasileiro. A chegada do veterano vai suprir uma lacuna na volância do clube carioca e o atleta ainda pode servir, por seis meses, como "tutor" do jovem Caio Alexandre.

Além de tudo, o Botafogo consegue acrescentar mais um grande nome para o seu projeto de clube-empresa.

Internacional: Talisca

O Internacional é uma equipe quase completa, com goleiros de qualidade, muitas opções para a lateral, uma dupla de zaga consolidada, muitos meio-campistas de qualidade e um dos grandes centroavantes da década no futebol brasileiro. Mesmo assim, uma posição ainda precisa ser reforçada: as pontas.

O único atleta velocista consolidado - excluindo jovens de potencial - no elenco do Colorado é Marcos Guilherme, recém-contratado. A chegada do talentoso Anderson Talisca, talvez o principal nome de toda a relação, dá uma opção a Eduardo Coudet que não existe hoje no elenco do clube, além de trazer mais um meia-atacante para o elenco do clube gaúcho.

Vasco: Alex Teixeira

Talvez seja o nome mais óbvio da lista. Sonho da torcida vascaína faz muito tempo, o ídolo Alex Teixeira chega para fazer um trio de ataque muito poderoso, junto com Talles Magno e Germán Cano.

Ainda que a equipe tenha outros problemas maiores, a chance de finalmente repatriar seu ex-jogador não passaria despercebida pela apaixonada torcida.

Alex Teixeira, além do óbvio bônus dentro de campo, também pode representar um "boom" para o programa de sócios-torcedores do clube..

Athletico: Marcelo Cirino

Marcelo Cirino Flamengo Athletico PR Brasileirão Série A 26052019

É a volta dos que mal foram no Athletico. O clube paranaense, que fez muitas grandes vendas em 2019 e 2020, resolve repatriar uma delas: o atacante Marcelo Cirino, que pode, pelo menos, servir como excelente opção para as pontas e ainda quebra um galho como centroavante.

Tendo poucos jogadores para o ataque após a perda de Rony e a saída de Marco Ruben, o Furacão resolve escolher o ídolo, sempre seguindo a política de austeridade econômica, sem quebrar a banca para realizar grandes investimentos.

Enquanto o clube prepara a próxima geração de jovens talentosos para o ataque, com Bissoli, Pedrinho e Vitinho, Marcelo Cirino pode atuar em várias posições do ataque e tornar o time mais competitivo em 2020.

Palmeiras: Miranda

Miranda Brasil Argentina Amistoso Superclássico das Américas 16102018

Miranda é um dos sonhos antigos do Palmeiras. Nessa realidade alternativa, o ídolo do São Paulo "trai" a torcida Tricolor e vai defender um de seus maiores rivais.

A chegada do zagueiro seria bem vinda praticamente em qualquer equipe do futebol mundial. Miranda ainda é um grande defensor, com potencial para atuar por mais alguns anos no mais alto nível. Assim, desembarca no Allianz Parque para formar uma dupla imponente com Gustavo Gómez, podendo abrir a possibilidade de deslocar Felipe Melo de volta para o meio de campo.

Com excelente saída de bola, o agora palmeirense também pode atuar como líbero e é um reforço espetacular para o Verdão.

Corinthians: Fernandinho

O nome pode surpreender os mais desatentos, mas a verdade é que o Corinthians tem apenas uma grande lacuna para preencher: as pontas.

Fernandinho, desconhecido no Brasil por ter deixado o país muito jovem, tem todas as características que Tiago Nunes utilizou para transformar Rony em um dos principais atacantes do país. É muito veloz, tem bom drible, um chute potente de fora da área e faz muitos gols para um jogador do lado de campo.

Assim, o treinador continua evitando trabalhar com ídolos do passado e busca suprir a ausência de Rony, contratado pelo Palmeiras.

Fluminense: Léo Baptistão

Léo Baptistão é outro nome relativamente desconhecido no Brasil, mas que certamente seria um excelente reforço para a maioria das equipes. 

O jogador teve uma carreira consistente na Espanha, por muitos anos, marcando gols e sendo titular de equipes como Villarreal e Espanyol. Alto, habilidoso e veloz, pode jogar tanto nas pontas como pelo meio, tendo um estilo de jogo similar ao jovem Evanílson, principal promessa do ataque Tricolor.

Assim, Baptistão encaixa perfeitamente no esquema de Odair Hellmann, podendo jogar até junto de Fred e Evanílson como um trio de ataque forte, alto e goleador. Além disso, seria uma opção mais em conta, se considerarmos a crise financeira que vive o clube.

Flamengo: Renato Augusto

É difícil encontrar lacunas nesta equipe do Flamengo. É por isso que Jorge Jesus e a diretoria resolvem trazer, talvez, o melhor jogador disponível: o ídolo Renato Augusto, que além de ser um grande atleta ainda é identificado com a torcida.

O meia revelado na base do próprio Rubro-Negro pode suprir a ausência de Gerson, sondado pelo Tottenham nos últimos dias, como revelou a Goal, trazendo um toque de bola ainda mais refinado ao melhor time disparado do Brasil neste momento.

Quantas assistências será que Renato Augusto pode dar para finalizadores do calibre de Bruno Henrique e Gabigol?

Grêmio: Alan Kardec

Alan Kardec São Paulo Fluminense Brasileirão 29062016

O Grêmio é outra equipe que não tem lacunas tão óbvias no elenco, com exceção da lateral-esquerda, após a saída de Caio Henrique. Como não há laterais disponíveis, resolvem trazer um jogador para a única outra posição que talvez precise de reforços: o comando do ataque.

O veterano Alan Kardec é um jogador muito técnico, excelente no jogo aéreo e mais rápido do que Diego Souza. Assim, um dos melhores centroavantes disponíveis chega para finalizar as jogadas criadas por Éverton, Pepê, Alisson e companhia.

Santos: Henrique Dourado

Ceifador sabe fazer gols como ninguém, é um centroavante nato para ninguém botar defeito. Não é muito técnico, mas raramente passa em branco quando tem chances de marcar. Tudo o que o Santos, em crise financeira, precisa.

Eduardo Sasha, que vem fazendo boas temporadas, pode jogar em outras funções, além de não ser um atacante dos mais altos. Com Raniel jogando pelos lados, não dá para o Peixe depender de Uribe. É aí que Henrique Dourado entra.

A segunda passagem do Ceifador pelo Peixe não traz um grande risco financeiro, mas pode ser muito vantajosa para os paulistas.

Atlético-MG: Salomón Rondón

Não são só brasileiros que vão ficar de fora da China neste ano. O venezuelano, brilhante na sua passagem pelo Newcastle, na Premier League, também ficará disponível. Dudamel pode até ter ido embora, mas Salomón Rondón é o centroavante que o Galo precisa no esquema de Jorge Sampaoli.

O jogador chega para fazer parte de um trio de atletas da Venezuela junto de Otero e Savarino. Com boa qualidade técnica, a "muralha" Rondón segura qualquer pivô, é um excelente finalizador e está no auge da sua carreira.

Assim, é a peça ideal para o Atlético-MG, que se livrou de Ricardo Oliveira e Franco di Santo, além de ter vendido Alerrandro. Junto de Diego Tardelli, pode fazer o papel que já foi de Jô no ataque do clube mineiro.

Fechar