Power Ranking da Copa do Mundo de 2022: quem são os favoritos para o título no Qatar?

Getty/Goal

Devido ao seu momento e cenário, a Copa do Mundo de 2022, que acontece no Qatar, promete ser uma das melhores já vistas na história. Ainda assim, mesmo faltando pouco oito meses, algumas equipes já surgem como favoritas ao título.

Até o momento, 29 seleções se classificaram para a competição - incluindo o Brasil, com muitas delas mostrando seu melhor desempenho nas qualificações para o Mundial.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Agora, todas essas seleções aguardam o sorteio da fase de grupos da competição. Mas quem são os favoritos para erguer o troféu, quais delas serão surpresas e quais são as mais prováveis de serem derrotadas?

A GOAL te mostra tudo sobre essas seleções...

  • Saudi Arabia celebrate 2022Getty Images

    29Arábia Saudita

    A Arábia Saudita está de volta à Copa do Mundo. Está será a sexta participação da seleção, desde a primeira classificação em 1994.

    Mesmo assim, terá que ir mais longe para igualar seu desempenho de estreia, chegando nas oitavas de final.

    Embora tenham liderado o último grupo de qualificação, a Arábia Saudita lutou para marcar gols durante os jogos das Eliminatórias, tendo marcando apenas 12 vezes em 10 partidas. Esse provavelmente será o desafio deles também no Qatar.

  • Qatar celebrate 2021Getty Images

    28Qatar

    Enquanto os anfitriões são a única equipe qualificada para o primeiro pote do sorteio que todos os outros times esperam enfrentar, o Qatar parece ter algo especial quando se trata de fazer corridas profundas em torneios.

    Os vencedores da Copa da Ásia de 2019 chegaram até os jogos das semifinais da Copa Ouro e da Copa Árabe em 2021 e, por isso, querem fazer valer o mando de campo no Mundial.

    Os resultados recentes em amistosos contra a oposição europeia sugerem, porém, que eles serão derrotados na maioria das vezes.

  • Iran celebrate 2022Getty Images

    27Irã

    O Irã perdeu apenas duas Copas do Mundo desde 1998 e estará lá novamente. Desta vez, depois de liderar seu grupo ainda na terceira rodada das Eliminatórias da Ásia.

    Eles venceram oito de seus 10 jogos e sofreram apenas quatro gols, pois fizeram um trabalho relativamente leve para conquistar uma vaga no Qatar.

    Suas esperanças para passar de fase, agora, provavelmente estarão no atacante do Bayer Leverkusen, Sardar Azmoun, que saiu da aposentadoria da seleção depois de perder a competição em 2018.

  • Ecuador celebrate 2022Getty Images

    26Equador

    Equipe mais jovem nas eliminatórias da Conmebol, o Equador é considerado um time em alta na América do Sul e provou isso ao se classificar na quarta posição.

    Seus melhores planos estão, sem dúvida, à frente deles, mas uma boa Copa do Mundo em 2022 pode ser importante para a seleção sul-americana.

    Os jogadores a serem observados incluem o zagueiro do Bayer Leverkusen, Piero Hincapie, e o meio-campista do Brighton, Moises Caicedo.

  • Hannibal Mejbri Tunisia 2022Getty Images

    25Tunísia

    Raramente divertido de assistir – seis dos últimos sete jogos não tiveram mais de um gol marcado – mas a Tunísia continua fazendo um belo trabalho quando se trata de qualificação para a Copa do Mundo.

    Já chegaram para a competição em cinco das últimas sete ocasiões, embora ainda não tenham conseguido passar da fase de grupos.

    Se quiserem resistir a essa tendência em 2022, terão que construir uma defesa sólida, mas, mesmo assim, isso pode não ser suficiente.

  • Maya Yoshida Japan 2022Getty Images

    24Japão

    Pela sétima Copa do Mundo consecutiva, o Japão garantiu uma vaga no torneio, terminando em segundo lugar em seu grupo final nas Eliminatórias da Ásia.

    Depois de um início lento, que incluiu uma derrota em casa para Omã, eles tiveram uma sequência de seis vitórias para garantir uma vaga no Qatar.

    Takumi Minamino, Takehiro Tomiyasu e Take Kubo são os nomes mais famosos do elenco atual, e chegar nas oitavas de final seria, novamente, visto como uma grande conquista.

  • Osman Bukari Ghana 2022Getty Images

    23Gana

    Após sua embaraçosa eliminação na fase de grupos da Copa das Nações Africanas, Gana conseguiu se recuperar e derrotar a grande rival, a Nigéria, nos play-offs da Copa do Mundo.

    O gol de Thomas Partey foi decisivo, com o jogador do Arsenal liderando a seleção africana, que se dirige para o seu quarto Mundial nas últimas cinco edições.

    Eles também têm jovens empolgantes no ataque, como Kamaldeen Sulemana, Felix Afena-Gyan e Abdul Fatawu Issahaku, além do meio-campista do Ajax, Mohammed Kudus, mas provavelmente estarão em melhor forma para chegar às oitavas de final nos próximos dois anos.

  • Canada celebrate 2022Getty Images

    22Canadá

    Além do fracasso da Itália em chegar ao torneio, o Canadá foi outra seleção a fazer história da qualificação para a Copa do Mundo, liderando a tabela da Concacaf para alcançar seu primeiro torneio global em 36 anos.

    O fato de terem conseguido ultrapassar de fase sem o talismã, Alphonso Davies, só dará mais confiança para impressionar quando chegar ao Qatar.

    Como co-anfitriões da Copa do Mundo de 2026, essa é a competição que eles estão realmente de olho como aquela em que podem se destacar, mas também não estarão no Qatar como meros turistas.

  • Cameroon 2022Getty Images

    21Camarões

    Camarões garantiu seu terceiro lugar na Copa das Nações Africanas com uma impressionante vitória nos últimos minutos sobre a Argélia nos play-offs da Copa do Mundo para garantir uma vaga no Qatar.

    Embora eles não sejam a equipe repleta de estrelas das gerações anteriores, o técnico Rigobert Song parece ter encontrado uma fórmula vencedora nos primeiros meses de 2022.

    Suas esperanças de sair dos grupos provavelmente dependem dos atacantes veteranos Eric Maxim Choupo-Mouting, Vincent Aboubakar e Karl Toko Ekambi, além do talentoso goleiro Andre Onana.

  • Son Heung-min South Korea 2022Getty Images

    20Coreia do Sul

    Sem dúvida, a maior estrela do time asiático, Son Heung-min será convidado a liderar a Coreia do Sul, já que eles pretendem chegar nas oitavas de final pela terceira vez.

    O atacante do Tottenham foi o artilheiro da terceira e última rodada das Eliminatórias da Ásia, já que sua equipe permaneceu invicta até a qualificação para o Qatar ser selada.

    Eles também possuem uma defesa média que sofreu apenas três gols em 10 eliminatórias, embora seus oponentes na Copa do Mundo provavelmente serão mais desafiadores.

  • Achraf Hakimi Morocco 2022Getty Images

    19Marrocos

    Marrocos pode não ser a primeira escolha de todos os torcedores para acompanhar durante a Copa do Mundo, mas eles têm o potencial de ser uma surpresa no Qatar.

    Apenas duas vezes em suas últimas seis partidas de qualificação não conseguiu marcar três gols, e teve o azar de perder para o Egito nas quartas de final da Copa das Nações Africanas.

    Com Achraf Hakimi, eles também possuem o jovem jogador mais empolgante do futebol africano. Então um empate favorável ainda pode levá-los às oitavas de final.

  • Dusan Vlahovic Serbia 2021Getty Images

    18Sérvia

    A Sérvia surpreendeu o futebol mundial quando ultrapassou Portugal logo nos segundos finais da qualificação para garantir uma vaga automática no Qatar, e fará o mesmo ainda este ano.

    Eles certamente têm o poder de fogo para tal, com Dusan Vlahovic, Aleksandar Mitrovic e Luka Jovic liderando um ataque que tem Dusan Tadic e Sergej Milinkovic-Savic no meio-campo

    No entanto, eles tiveram apenas uma partida sem sofrer gol em oito jogos nas Eliminatórias e, por isso, precisarão se fortalecer na defesa ao longo da competição.

  • Mexico 2022Getty Images

    17México

    Uma equipe cheia de experiência. Na verdade, o ponto de interrogação sobre este time do México é se ele estará em uma curva descendente no Qatar.

    Além disso, a equipei lutou para marcar gols durante toda a qualificação, marcando apenas 17 vezes em 14 partidas, já que Raúl Jiménez não parecia o mesmo jogador desde que voltou de sua grave lesão na cabeça.

    As derrotas recentes para os Estados Unidos também levaram a dúvidas sobre seu status como o principal time da Concacaf.

  • Christian Pulisic USMNT United States 2022Getty

    16Estados Unidos

    Tendo falhado na classificação em 2018, os Estados Unidos deram um jeito de corrigir esse erro ao retornar à Copa do Mundo quatro anos depois.

    Apesar do resultado decepcionante nas eliminatórias, a equipe de Gregg Berhalter abriu caminho nos jogos finais em março.

    Provavelmente uma das equipes mais jovens do Qatar e com pontos de interrogação na defesa contra adversários de alta qualidade, seria pedir demais para os Estados Unidos irem longe dessa vez, mas os sinais são bons para os co-anfitriões de 2026 estarem entre os favoritos em casa na próxima vez.

  • Luis Suarez Uruguay 2022Getty Images

    15Uruguai

    O Uruguai nem sempre esteve no seu melhor nas eliminatórias e parecia em perigo real de perder a Copa do Mundo após uma série de cinco jogos sem vitórias nos últimos meses de 2021.

    No entanto, eles conseguiram virar o jogo, vencendo cada um dos quatro jogos finais, permitindo que nomes, como Luis Suárez, Edinson Cavani e Diego Godin, tenham uma chance final de impressionar no maior palco do futebol.

    Na verdade, este é um time do Uruguai preso entre duas gerações de jogadores e, embora isso não signifique que eles não possam competir, vê-los nas últimas fases seria uma surpresa.

  • Robert Lewandowski Poland 2022Getty Images

    14Polônia

    Indiscutivelmente o melhor jogador do mundo nos últimos três anos, teria parecido errado se Robert Lewandowski não tivesse a chance marcar em uma partida da Copa do Mundo.

    Como era de se esperar, ele marcou na vitória da Polônia sobre a Suécia nos play-offs, e agora eles vão procurar aprender as lições dos dois últimos torneios decepcionantes, onde foram eliminados na fase de grupos em ambas as ocasiões.

    Apesar disso, dada a presença de Lewandowski, eles serão a equipe do terceiro pote que todas as outras vão querer evitar.

  • Sadio Mane Edouard Mendy Senegal 2022Getty Images

    13Senegal

    Recém-campeão da África, Senegal garantiu seu lugar no Catar com uma dramática vitória nos pênaltis sobre o Egito.

    Com nomes como Sadio ManÉ, Edouard Mendy e Kalidou Koulibaly para convocar, eles são sem dúvida a nação africana mais forte na Copa do Mundo e têm a experiência recente de vencer um torneio para ajudá-los também.

  • Breel Embolo Switzerland 2022Getty Images

    12Suíça

    Especialista em classificações para grandes torneios, a Suíça fez isso novamente, e desta vez, superou a Itália para um lugar automático no Qatar, depois de liderar seu grupo da Uefa.

    A mudança de treinador não parece ter paralisado um dos elencos mais consistentes do futebol mundial, e serão os mesmos de sempre, Xherdan Shaqiri, Granit Xhaka e Yann Sommer, que novamente serão considerados para liderar o caminho desse time.

    Não espere que eles emocionem, mas espere que eles cheguem às oitavas de final. É apenas o que eles fazem.

  • Croatia celebrateGetty Images

    11Croácia

    Finalistas em 2018, as expectativas da Croácia no Qatar serão muito menores, embora ainda cheguem ao torneio esperando ser competitivos e potencialmente vencer pelo menos um jogo do mata-mata.

    Luka Modric continua atuando em alto nível ao iniciar seus preparativos para uma quarta Copa do Mundo, e o jogador do Real Madrid liderará uma equipe que está se afastando lentamente da geração de ouro que já trouxe tanto sucesso.

    Há alguns sinais encorajadores, já que jovens, como o zagueiro do RB Leipzig, Josko Gvardiol, começaram a ocupar lugares no time.

  • Virgil van Dijk Netherlands 2022Getty Images

    10Holanda

    Depois de perder a Copa do Mundo de 2018, a Holanda está de volta ao cenário global e procurando recuperar o tempo perdido.

    Assim como em sua última aparição na Copa do Mundo, Louis van Gaal está no comando, com o ex-técnico do Manchester United tendo supervisionado um período de estabilização após as dificuldades da equipe depois da saída de Ronald Koeman, ainda em 2020.

    Em Virgil van Dijk e Matthijs de Ligt, a seleção tem indiscutivelmente a melhor dupla de zagueiros da competição, mas vão depender de Memphis Depay para marcar os gols na competição.

  • Cristiano Ronaldo Portugal 2022Getty Images

    9Portugal

    Eles tiveram que percorrer o caminho mais longo – novamente – mas Portugal chegou ao Qatar 2022, oferecendo a Cristiano Ronaldo uma chance final de colocar as mãos no maior prêmio de todos.

    Para ele tornar esse sonho realidade, o atacante do Manchester United provavelmente terá que liderar o caminho novamente, embora tenha um forte elenco de apoio ao seu redor, que inclui nomes como Bruno Fernandes, Diogo Jota e João Félix.

    Defensivamente, eles estão desesperados para que Pepe permaneça em forma, embora a presença contínua de Fernando Santos no banco signifique que, mesmo que todos os nomes das estrelas estejam disponíveis, eles ainda podem ser impedidos por seu treinador conservador.

  • Christian Eriksen Denmark 2022Getty Images

    8Dinamarca

    O time surpresa da Euro 2020 manteve o ímpeto que construiu durante o verão e só sofreu seu primeiro gol nas eliminatórias da Copa do Mundo depois que sua vaga no Qatar foi confirmada.

    Kasper Hjulmand está surgindo como um dos treinadores mais brilhantes do futebol internacional, e agora ele tem Christian Eriksen de volta à sua disposição após o retorno triunfante do craque ao futebol nos primeiros meses de 2022.

    Combine a capacidade de ataque de Eriksen e a famosa defesa da Dinamarca, e uma chance de ir ao mata-mata não está fora de questão.

  • Youri Tielemans Belgium 2022Getty Images

    7Bélgica

    Não há dúvida de que a tão elogiada geração de ouro do futebol belga provavelmente perdeu sua melhor chance de ganhar um troféu importante, mas, ainda assim, deve ir para o Qatar acreditando em uma grande conquista.

    Muito dependerá de Kevin De Bruyne e Romelu Lukaku para abrir o caminho para a equipe de Roberto Martínez, sendo a última chance que qualquer jogador terá de causar um grande impacto em uma Copa do Mundo.

    O surgimento dos jovens Jeremy Doku e Charles De Ketelaere também é emocionante do ponto de vista ofensivo, embora as fragilidades defensivas continuem sendo o maior obstáculo da equipe.

  • Lionel Messi Argentina 2022Getty Images

    6Argentina

    Lionel Messi pode ter finalmente conseguido um título com sua seleção ao vencer a Copa América em 2021, mas há alguns que acreditam que seu legado não estará realmente completo se não ganhar uma Copa do Mundo antes do fim de sua carreira.

    A próxima Copa, então, apresenta o que provavelmente será a última chance do seis vezes vencedor da Bola de Ouro de vencer, e os sinais são bastante positivos um ano após o início do torneio.

    Lionel Scaloni supervisionou uma mudança de cultura desde que assumiu o comando da Albiceleste, o que, por sua vez, revitalizou o amor de Messi por sua seleção e, embora existam dúvidas sobre se sua defesa pode resistir a alguns dos melhores ataques do mundo, ele tem jogadores suficientes na outra extremidade do campo que podem decidir partidas.

  • Germany celebrate 2022Getty Images

    5Alemanha

    A era Joachim Low pode ter terminado em decepção para a Alemanha, mas os primeiros sinais são de que Hansi Flick está na direção certa.

    O ex-técnico do Bayern de Munique venceu oito dos no jogos que disputou desde que assumiu o comando após a Euro 2020, e viu sua equipe marcar 34 gols nesse período, sofrendo apenas três vezes.

    A Alemanha é um time cheio de experiência e, embora possam enfrentar um grupo mais difícil do que esperavam, depois de perder um lugar entre as principais seleções, eles ainda estão preparados para sua melhor campanha em torneios desde a Euro 2016.

  • Spain celebrate 2022Getty Images

    4Espanha

    Depois de chegar na semifinal da Euro 2020 e na final da Liga das Nações, a Espanha está certamente na direção certa com Luis Enrique.

    Embora o ex-treinador do Barcelona continue testando e mudando seu time de jogo para jogo, há uma sensação de que ele está construindo um grupo profundo de jogadores dos quais ele pode selecionar os mais em forma quando a Copa do Mundo chegar.

    Até lá, espera-se que Pedri e Gavi tenham mais 12 meses de experiência, enquanto Ansu Fati pode ter ignorado os problemas de lesões que o atormentam desde 2020.

  • Harry Kane England Switzerland 2022Getty

    3Inglaterra

    Embora ainda exista algumas incertezas sobre o estilo defensivo de Gareth Southgate, não há dúvida de que a Inglaterra continua crescendo sob sua gestão.

    O fato de os jogadores com a habilidade de Phil Foden e Jude Bellingham ainda não terem a certeza de seus papéis iniciais, mostra a força do elenco que Southgate tem para escolher.

    Depois de uma derrota nas semis em 2018 e na final da Euro 2020 nos pênaltis, a Copa do Mundo de 2022 pode realisticamente encerrar a espera de 56 anos da Inglaterra por um grande troféu.

  • Neymar Vinicius Junior Brazil 2022Getty Images

    2Brasil

    Depois de ter garantido sua vaga no Qatar, com seis jogos restantes nas Eliminatórias, não há dúvida de que o Brasil encontrou consistência sob o comando de Tite nos últimos anos.

    Neymar continua sendo a atração principal da seleção, mas agora está cercado por jovens talentos do ataque, como Vinicius Jr., Richarlison e Raphinha, que deverão aliviar o fardo do jogador mais caro do mundo.

    O Brasil, ainda, possui uma defesa forte com Marquinhos e dois dos melhores goleiros do mundo: Alisson e Ederson. Ainda assim, a seleção é muito questionada se será capaz de competir com os melhores times da Europa.

  • Kylian Mbappe France 2022Getty Images

    1França

    Embora tenha ficado muito longe das expectativas na Euro 2020, a França ainda vai para o Qatar com o time mais forte de qualquer nação concorrente e, como tal, é favorita para defender o título que conquistou em 2018.

    Kylian Mbappé e Karim Benzema mostraram nos últimos meses que estão construindo uma relação formidável no ataque. Ainda assim, a única coisa que poderá impedir os vencedores da Liga das Nações na competição é a natureza conservadora do seu treinador, Didier Deschamps.