São Paulo: Hernanes lamenta suspensão, e Jucilei critica exibição no primeiro tempo

Comentários()
Lucas Uebel/Grêmio FBPA/Divulgação
Confira o melhor da repercussão após a derrota para o Grêmio, que encerrou uma sequência sem cinco jogos invictos

O Grêmio venceu o São Paulo por 1 a 0 nesta quarta-feira (15), em jogo realizado em Porto Alegre e segue firme na segunda posição do Campeonato Brasileiro. No total, 61 pontos somados – sete de diferença para o Corinthians, que pode se sagrar campeão ainda hoje – graças ao único gol de Kannemann.

Do outro lado, o Tricolor Paulista perde a sequência de cinco jogos sem derrotas e vê o sonho de disputar a próxima Libertadores diminuir um pouco. Abaixo, confira o que disseram os jogadores do São Paulo após a partida.

JUCILEI: “1º TEMPO MUITO ABAIXO”

“Nosso objetivo era fazer os 47 pontos, mas não foi possível nessa rodada”, disse o meio-campista na saída do gramado. “Fizemos 1º tempo muito abaixo. Não era a cara do São Paulo (...) Se jogássemos o tempo todo como no segundo tempo seria outro resultado”, disse, afirmando que o time volta a olhar para a parte de baixo da tabela: “É levantar a cabeça agora para tentar sair dessa zona de perigo”.

HERNANES LAMENTA SUSPENSÃO

Craque do time, Hernanes recebeu um cartão amarelo no final do primeiro tempo, após ter cometido falta em cima de Luan, e será desfalque contra o Botafogo, domingo (19), no Pacaembu.

Sem muitas palavras, o meio-campista disse que vai se preparar focando nos resultados das últimas duas rodadas do Brasileirão, contra Coritiba e Bahia: “Tô fora, e agora é descansar e preparar para as duas últimas”, afirmou.

DORIVAL: "FALTOU ABRIR O JOGO"

Dorival Júnior - São Paulo x Santos - 28/10/2017(Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

"Tivemos dificuldades querendo sair com bolas alongadas, o que não é a nossa característica. Quando fizéssemos isso, perdíamos a bola, e pedi atenção, para manter a posse. No intervalo, invertemos a forma de jogar, mas não encontramos o gol".

"Faltou abrir o jogo, o Grêmio congestionou a frente da área. Mesmo assim, criamos, fazendo parede e com outras jogadas, fizemos um gol anulado que não sei a condição. Antes, estávamos alongando, querendo chegar com velocidade. Quando jogamos com bola no chão, aproximação, tivemos chance contra uma das melhores equipes da competição, que joga com posse. Foi o que se desenhou, tanto no primeiro tempo quanto no segundo".

PS Sao Paulo v Gremio 15112017

"É natural a falta de criação sem o Cueva, mas, mesmo assim, criamos. Futebol não se resume a um jogador, para o lado positivo ou negativo. É natural falar isso porque não vencemos sem ele, mas já jogamos com e sem ele e precisamos saber atuar. O que me preocupa foi o primeiro tempo fugindo de nossas características. Sempre que não jogamos próximos, não resolveu. Parece que esquecemos. Acabamos sendo penalizados sempre que jogamos assim, sofrendo gol".

"Chega o Grêmio merecendo à final da Libertadores, bem comandado pelo Renato, que fez uma equipe muito competitiva, agradável de se ver jogar, ofensiva, com mobilidade e o Luan, que é um dos melhores que temos. Nós pensamos em pontuar o quanto antes, buscar objetivo principal, continua sendo o máximo número de pontos para nos livrarmos de qualquer risco".

Fechar