O que falta para Kylian Mbappé se tornar jogador do Real Madrid de graça?

Kylian Mbappe Nasser Al-Khelaifi Florentino Perez Paris Saint-Germain Real Madrid GFXGetty/GOAL

Nunca se deve dizer nunca, principalmente no futebol. No entanto, o presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaifi, fez isso duas vezes no verão passado.

"Vou ser claro: Kylian vai ficar no PSG", disse o presidente do clube, ao L'Equipe, em junho de 2021. "Nunca vamos vendê-lo e ele nunca sairá de graça."

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Foi surpreendentemente definitivo nas circunstâncias, e contraproducente também, porque até Mbappé ficou surpreso.

O atacante admitiu abertamente que achou assustador a fala do presidente do clube: "Quando ouvi (ele dizer) isso, engoli em seco", revelou ele, à RMC Sport, em outubro. "Então, o que vai acontecer agora?."

Isso é o que todos queriam saber; o que todo mundo ainda quer saber.

Enquanto o Paris Saint-Germain se prepara para receber o Real Madrid nas oitavas de final da Liga dos Campeões nesta terça-feira (15), o mundo do futebol ainda se pergunta qual desses dois clubes Mbappé representará na próxima temporada.

Não é nenhum segredo que Mbappé quer jogar pelo time espanhol. Quando criança, a parede do seu quarto era coberta com fotos de Cristiano Ronaldo com uma camisa do Real Madrid.

Então, quando ele fala em sonhar em usar aquela famosa camisa branca, ele quer dizer literalmente usar.

Ele estaria, é claro, no Santiago Bernabéu agora mesmo, se pudesse. Mbappé pediu para deixar o PSG no verão passado. Ele sentiu que sua "aventura" no clube havia acabado e que partir para Madrid era o passo lógico.

"Eu queria descobrir outra coisa", explicou ele. "Estou na liga francesa há seis ou sete anos. Dei tudo em Paris e acho que fui bem."

O Real Madrid se esforçou muito para contratá-lo no ano passado, ou pelo menos transmitiu a impressão de se esforçar para contratá-lo.

Eles ofereceram 220 milhões de euros ao PSG pouco antes do fechamento da janela de transferências - uma taxa impressionante para um jogador com pouco menos de um ano de contrato.

No entanto, o PSG permaneceu impassível apesar do risco muito óbvio de Mbappé sair de graça no final desta época.

"Parece uma estratégia tentar obter um não de nós, mostrar que eles tentaram de tudo e depois esperar um ano para obtê-lo de graça", disse o diretor de futebol do PSG.

"Nos últimos dois anos, o Real Madrid vem se comportando assim e não é correto, até ilegal, porque eles entraram em contato com o jogador. É inaceitável para nós."

Kylian Mbappe Leonardo PSG Real Madrid GFX
Getty/GOAL

No final, porém, não houve repercussões legais, e agora espera-se que o PSG, de fato, perca seu jogador de 160 milhões de euros para o Real Madrid por nada no final da temporada atual.

Os parisienses, no entanto, ainda estão fazendo o que podem para tentar convencê-lo a permanecer no Parque dos Príncipes.

Eles ofereceram um contrato de curto prazo que o tornaria o jogador mais bem pago da equipe, que conta com Neymar e Lionel Messi.

A GOAL apurou que o PSG avalia contratar Ousmane Dembélé quando seu contrato com o Barcelona acabar em julho. Essa seria uma jogada não para substituir Mbappé, mas para convencê-lo a ficar, já que os dois são amigos de seleção francesa.

A sensação em Paris, porém, é que o clube está travando uma batalha perdida, que a mente de Mbappé já está decidida.

Ao contrário dos relatos recentes, nada foi assinado até agora. Não há acordo pré-contratual, como Mbappé sempre se esforçou em apontar. No entanto, fontes dizem que o Real Madrid tem 99% de certeza em contratá-lo.

Eles estão esperando por ele há um tempo, é claro. O Real Madrid convidou Mbappé para o Bernabéu em dezembro de 2012, na mesma semana em que ele completou 14 anos.

Kylian Mbappe GFX PSG
Getty Images

No entanto, enquanto os espanhóis queriam contratá-lo, a família de Mbappé via a viagem mais como uma diversão. Era mais sobre Mbappé conhecer seus heróis, Ronaldo e Zidane, do que realmente se mudar para o clube.

"Meus pais queriam que eu começasse minha carreira na França, fosse educado na França", explicou ele.

"Ir para a Espanha, mesmo que fosse com Zidane, seria outro país, outra cultura..."

Agora, porém, Mbappé está pronto para ir. Ele sempre teve o que chama de "plano de carreira" e o Real sempre foi uma parte importante disso.

Florentino Pérez, presidente do clube, também vem trabalhando para essa transferência há algum tempo, reduzindo a massa salarial e gastando menos em novos jogadores nas últimas janelas, não apenas por causa da crise econômica causada pela Covid-19, mas também para abrir espaço para Mbappé.

Nada está sendo dito em público, é claro, e Mbappé está particularmente interessado em minimizar as conversas sobre uma mudança para o Real Madrid, já que um duelo importante das oitavas de final da Liga dos Campeões se aproxima.

"Já tomei uma decisão sobre meu futuro? Não", ele insistiu em uma entrevista para a Amazon Prime Video.

Mais artigos abaixo

"Jogar contra o Real Madrid muda muitas coisas. Embora eu tenha a liberdade de fazer o que quero neste momento, não vou falar com um rival ou fazer esse tipo de coisa."

"Estou concentrado em vencer o Real Madrid. E depois veremos o que acontece."

O que provavelmente acontecerá, porém, é que Mbappé confirmará uma mudança para o clube em maio. Algo que Al-Khelaifi disse que nunca aconteceria, agora parece inevitável.