Messi: "A saída de Neymar nos deu mais equilíbrio"

Comentários()
LLUIS GENE
Argentino dá entrevista e fala sobre o cenário do futebol atual

Em entrevista à revista World Soccer, Lionel Messi abriu o jogo e falou sobre a atualidade do futebol. O argentino comentou sobre a saída de Neymar do Barcelona, a crise do Real Madrid e como lida com o  futebol junto a sua família.

O camisa 10 do Barcelona vê o equipe mais equilibrada após a saída de Neymar: "A saída de Neymar resultou em uma mudança na nossa maneira de jogar. Perdemos muito portencial ofensivo, mas nos ajudou no sentido defensivo. Atualmente estamos muito bem armados no meio de campo. Temos mais equilíbrio e isso nos faz mais fortes defensivamente".

Confira mais trechos da entrevista:

Crise no Real Madrid

"É algo temporário. Não é a primeira vez que vemos o Madrid em uma situação assim. No final, voltará a lutar por tudo, pela equipe que tem, os jogadores que tem e porque sempre fez isso".

Champions League

"O City é um dos times mais fortes atualmente, como o PSG. Foram os times mais fortes até agora, mas a temporada é muito longa. Nunca descarto o Madrid pelo que tem e por sua experiência, apesar de agora não alcançar os resultados que todos esperam. O Bayern também, é outro grande time que estará lá na reta final. Mas é verdade que hoje o City e o PSG estão sendo os melhores".

Cristiano Ronaldo Lionel Messi Real Madrid Barcelona
(Foto: Getty Images)

Amizade com Cristiano Ronaldo

"Não sei. A amizado é algo construída com o tempo passado juntos. Não temos nenhuma relação porque só nos vemos em noites de premiações, que é quando nos falamos. Tudo está bem, mas nossas vidas não se cruzam".

Família e futebol

"Ser pai é a coisa mais linda que me aconteceu. Você começa a ver as coisas de uma maneira diferente. Minha vida diária está centrada nos pequenos. Pela manhã os levo para a escola e quando volto para casa saio logo para buscar Thiago. Quando sai da escola, tentamos passar tempo juntos com Antonella e Mateo até o jantar. Nós os colocamos na cama e então, nada, passando um tempo com o outro, como qualquer família".

"Falamos pouco de futebol em casa, logicamente, mas tem que acontecer algo muito importante no clube ou com a seleção para que seja tema de uma conversa em casa".

Fechar