Ex-Inter, Stefano Pioli é o sétimo técnico do Milan em seis anos

Comentários()
acmilan.com
Com passagens sem sucesso pelo maior rival e por Lazio e Fiorentina, a escolha do treinador não agradou os torcedores

O Milan confirmou Stefano Pioli como o novo treinador do clube pelas próximas duas temporadas. Ou pelo menos é isso que o contrato diz. Pioli assume o lugar de Marco Giampaolo para ser o sétimo treinador do time em seis temporadas.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!

Com três vitórias no sete primeiros jogos, deixando o Milan apenas na 13ª colocação da Serie A Tim, Giampaolo foi demitido na última terça-feira, deixando o clube após apenas 111 dias e 43% de aproveitamento. Nem a vitória sobre o Genoa foi capaz de segurar o treinador no time.

Pioli se torna, então, o sétimo treinador efetivo no Milan nos últimos seis anos, desde que Massimiliano Allegri foi demitido em janeiro de 2014. Desde então, o Rossoneri não consegue manter uma consistência, e tampouco resultados: neste período, apenas um título foi conquistado, a Super Coppa de 2016, sob o comando de Vincenzo Montella.

O clube tentou apostar muito em figuras já identificadas com o clube, por glórias conquistadas no passado. Ex-jogadores como Filippo Inzaghi e Clarence Seedorf tiveram sua chance no comando da equipe, mas sem sucesso. Gennaro Gattuso foi outro que recebeu oportunidade, e acabou sendo o treinador mais longevo destes seis anos.

2019-04-29-milan-gennaro-gattuso

O ex-volante da seleção italiana ficou por 547 dias no comando do Milan. Porém, após perder a vaga na Liga dos Campeões por um ponto apenas para a Inter de Milão, ele deixou o clube. Pouco tempo depois, a Uefa baniu o time de competições europeias nesta temporada, o que significa que nem a Europa League o Milan joga.

Após passagens sem sucesso por Parma, Bologna e Lazio, Pioli chegou à Inter de Milão e lá ficou menos por menos de seis meses. Seu último trabalho foi na Fiorentina, onde ficou por duas temporadas e foi demitido no final da última temporada.

Sem sucesso por onde passou, a escolha de Pioli não agradou os torcedores do Milan, que aguardam pela volta do time ao protagonismo nacional e internacional.

A primeira partida que Pioli terá no comando do Milan será no dia 20 de outubro, quando o time recebe o Lecce. A partir daí, o time encara uma sequência de grandes desafios, que incluem jogos com a Roma, Lazio, Juventus e Napoli, todos antes do fim de novembro.

Treinadores do Milan desde a saída de Allegri:

Clarence Seedorf:
Dias no comando: 144; Porcentagem de vitórias: 50%; Títulos: nenhum.

Filippo Inzaghi:
Dias no comando: 372; Porcentagem de vitórias: 35%; Títulos: nenhum.

Sinisa Mihajlovic:
Dias no comando: 301; Porcentagem de vitórias: 50%; Títulos: nenhum.

Vincenzo Montella:
Dias no comando: 514; Porcentagem de vitórias: 52%; Títulos: um.

Mais artigos abaixo

Gennaro Gattuso:
Dias no comando: 547; Porcentagem de vitórias: 49%; Títulos: nenhum.

Marco Giampolo:
Dias no comando: 111; Porcentagem de vitórias: 43%; Títulos: nenhum.

Fechar