Como Luan foi de indispensável a descartável no Grêmio de Renato Gaúcho

Comentários()
Getty
Apesar de recuperado, o meia não foi relacionado para enfrentar o Botafogo e volta a deixar claro sua mudança de status no clube

Recuperado de dores musculares, Luan treinou normalmente com o elenco do Grêmio nos últimos dias e dava a impressão de que seria opção para o jogo contra o Botafogo, quarta-feira (12), pela nona rodada do Brasileirão. Não foi o que aconteceu. E mais uma vez fica evidente a queda de seu status no clube onde transformou-se em um dos maiores ídolos graças às exibições marcantes e, especialmente, os títulos de Copa do Brasil e Ouro Olímpico (este pela seleção) em 2016 e Libertadores em 2017. Desde que foi eleito ‘Rei das Américas’, o camisa 7 viu seu desempenho e valorização descerem ladeira abaixo.

É o agravamento de uma situação que começou a ser mais bem desenhada no final de 2018, quando o meia-atacante quase chegou a ser envolvido em uma troca por Thiago Neves – jogador do Cruzeiro oito anos mais velho. Foi uma situação que irritou o camisa 7, que naquela temporada já havia demonstrado considerável queda de desempenho na comparação com os dois grandes anos anteriores.

Problemas físicos e moeda de troca

“Eu, sinceramente, fiquei chateado com isso. Quando rola de você ser envolvido em uma troca, por tudo que a gente conquistou aqui no clube... É um sentimento diferente", disse Luan em entrevista para o SporTV em fevereiro. O jogador que, por muitos, era considerável o melhor talento do nosso mercado interno perdeu oportunidades na seleção brasileira e foi atrapalhado por lesões. Em 2018, em meio à briga com a fascite plantar – que causa fortes dores no momento das pisadas – disputou 65.8% dos jogos pelo Grêmio e fez 11 gols, seu número mais baixo desde 2014. Em 2019, a situação piorou, incluindo um afastamento depois de uma partida contra a Universidad Católica, do Chile, pela Libertadores. O motivo era recuperar a melhor forma física.

Pouco decisivo

Luan Grêmio Juventude Campeonato Gaúcho 24 03 2019Luan comemora os gols marcados contra o Juventude, pelo Gauchão (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
 

Sem jogar desde 11 de maio, Luan entrou em campo em menos da metade dos 33 compromissos do Tricolor nesta atual temporada. E nenhum de seus cinco gols marcados tiveram grande importância: três deles aconteceram diante de adversários frágeis na primeira fase do Campeonato Gaúcho, enquanto outros dois nas quartas de final do estadual contra o Juventude vieram quando o Tricolor já vencia por 2 a 0 no encontro que terminou com goleada por 4 a 1.  

Fator extracampo e mudança de protagonismo

Everton Brasil Honduras Amistoso 09062019Protagonista do Grêmio desde 2018, Everton vai disputar a Copa América (Foto: Pedro Martins/Mowa)

Aos problemas físicos, um outro ‘marcador implacável’ apareceu para atrapalhar a sua recuperação: as notícias relacionando o jogador às noitadas de Porto Alegre. Dentro de campo, em meio à sua ausência, o protagonismo do time migrou para Everton Cebolinha – que inclusive passou a ser o jogador de seleção chamado por Tite e atualmente está com o grupo que irá disputar a Copa América -  e a sombra do jovem Jean Pyerre cresceu na disputa pela posição centralizada atrás do atacante de referência no 4-2-3-1. Considerando o Brasileirão 2019, a revelação de 21 anos tem números melhores aos do ídolo e hoje é o titular na posição.

Quer assistir jogos ao vivo e de onde quiser? Assine o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!

Brasileirão 2019 Jogos Titular Gols Assist. Passes-chave
Jean Pyerre 5 5 1 1 7
Luan 4 2 0 1 4

Maior desvalorização do Brasil

Luan Guilherme Lanus Gremio Final Copa Libertadores 29112017Desvalorização de quase 10 milhões de euros desde 2017 (Foto: Getty Images)

Em meio a esta situação, o Grêmio já vem buscando opções para negociar Luan. Recentemente, o nome do jogador foi apresentado ao Porto através de intermediários, além de clubes de Espanha, Itália e França. Os portugueses, entretanto, não demonstraram interesse. Apesar de ter multa rescisória avaliada em 18 milhões de euros (cerca de R$ 79 mi), o Tricolor inclusive já estaria aberto a aceitar valores menores. Afinal de contas, além da queda de rendimento e histórico recente com lesões, o vínculo entre as partes termina no fim de 2020 – dando ao camisa 7 a possibilidade de já assinar um pré-contrato com outro clube a partir da metade do ano que vem.

Desde 2017, o seu melhor momento, Luan é o jogador que teve a maior queda no seu valor de mercado de acordo com o site Transfermarkt: saiu de 20 milhões de euros para 12 milhões. Despencou quase pela metade. Um retrato da queda de protagonismo e importância do jogador no time treinado por Renato Gaúcho. Ainda que conte com o carinho e gratidão eterna do clube e de seus torcedores, hoje aquele que era o melhor jogador do futebol brasileiro há dois anos é um nome praticamente descartável.

Fechar