Calvozzo: Perdemos a esperança

Comentários()
Paulo Fernandes / CR Vasco da Gama / Divulgação
Após mais um final de semana onde os vândalos se tornam os destaques da rodada do Brasileirão, fica difícil acreditar que teremos justiça neste país


GOAL Por Rodrigo Calvozzo  

Não, eu jamais acharei normal viver em um local onde após escutar sons de tiros, tudo volte ao normal após cinco minutos, como se nada tivesse acontecido. Infelizmente este fato não é apenas um sentimento metafórico, mas que na verdade já é parte de quem necessita viver em uma cidade sitiada como o Rio de Janeiro.

Hoje muitos ainda demonstram certa perplexidade ao assistir as cenas ocorridas no último sábado em São Januário, após o clássico entre Vasco e Flamengo. Entretanto, o nível de desconforto já não é mais tão grande quanto em outras ocasiões. Primeiro, vivemos em um clima de guerra e em cada esquina é possível assistir cenas tão assustadoras como essas. Depois, o sentimento de impunidade é tão grande que nem vale mais a pena acreditar que alguma atitude será tomada para que realmente os problemas sejam resolvidos.

Torcida Vasco x Flamengo São Januário Brasileirão 08 07 17
(Paulo Fernandes / CR Vasco da Gama / Divulgação)

No final de semana assistimos verdadeiros idiotas colocando a vida de pessoas em risco em nome de uma “paixão”, que nada mais é do que um simples entretenimento. Sim, futebol é entretenimento, ponha isso na cabeça de uma vez por todas!

Se os motivos que fizeram com que esses vândalos se achassem no direito de destruir o patrimônio do clube foi político, financeiro ou seja lá qual for é o que menos importa. O fato é que mais uma pessoa morreu, dezenas ficaram feridas e outras milhares se afastam do esporte mais popular do Brasil.

Zé Ricardo Flamengo x Vasco São Januário Brasileirão 08 07 17
(Foto: Gilvan de Souza / CR Flamengo / Divulgação)

Por outro lado, de uma coisa nós temos certeza, ninguém será punido e tudo seguirá como se nada tivesse acontecido. Ou será que alguém ainda está detido após esses terríveis acontecimentos? Não é possível que diante de tantos idiotas a Polícia não tenha sido capaz de deter nenhum indivíduo? Infelizmente aposto que os militares até tentaram fazer o papel que lhes cabia após o problema já ter acontecido, porém com uma justiça como a nossa, também acredito que nenhuma pessoa tenha passado nem mesmo 24 horas preso.

Agora a CBF anuncia que o estádio de São Januário está impedido de receber jogos e provavelmente em pouco tempo deverá punir o Vasco da Gama com a perda de alguns mandos de campo. Sim, eu apoio esta medida. É o mínimo que pode se esperar após o ocorrido, porém nada mudará se essas pessoas não forem punidas como bandidos.

Jogadores impedidos de sair campo Flamengo x Vasco São Januário Brasileirão 08 07 17
(Foto: Gilvan de Souza / CR Flamengo / Divulgação)

Mais uma vez a justiça brasileira prefere culpar a cadeira que voou para dentro do gramado, o rojão que explodiu perto de uma criança, o vidro que colocou em risco pessoas que por ali passavam quando ele estourou ao invés de prender quem praticou tal atitude. É mais fácil tentar mostrar que está fazendo alguma coisa do que realmente colocar em prática ações sérias.

Vale lembrar que no dia seguinte, na partida entre Botafogo e Atlético-MG, mais um torcedor foi baleado e outros tantos ficaram feridos após uma nova briga, que apenas é o reflexo de nossa doente sociedade.  

Infelizmente isso é a cara do Brasil, um país que a cada dia passa a mensagem de que vale a pena ser bandido. Infelizmente isso é a cara do Rio de Janeiro, uma cidade que se habituou a conviver com os seus criminosos. Infelizmente essa é a justiça que temos por aqui, onde é mais cômodo fingir que toma providências para na verdade deixar elementos repulsivos soltos, prontos para agirem novamente. É sentar e esperar, ou será que você acredita mesmo que estes fatos do final de semana foram os últimos?


VEJA TAMBÉM:


Próximo artigo:
Fabinho fala sobre jogar como zagueiro no Liverpool: "Eu me adaptei bem"
Próximo artigo:
Mourinho reclama que treinadores não são protegidos pelos clubes
Próximo artigo:
Palmeiras/Crefisa ou Corinthians/BMG? Quem tem o maior patrocínio do Brasil?
Próximo artigo:
Corinthians lança uniforme com patrocínio da BMG e manda indireta para rival Palmeiras
Próximo artigo:
Grandes clubes de São Paulo promovem ação de combate à violência contra a mulher
Fechar