Abel Braga pede demissão do Flamengo

Comentários()
Getty
Treinador ficou insatisfeito com postura da diretoria e presidente rebate: "O nível de desgaste era muito alto, pediu para sair"

A crise no comando do Flamengo parece não ter fim, e a situação ganhou novo episódio nesta quarta-feira (29): Abel Braga pediu demissão após ficar insatisfeito com a diretoria.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste por um mês grátis!

A situação entre os dirigentes e o treinador começou a ficar ruim com a declaração de Abel sobre o Estádio Beira-Rio ser melhor que o Maracanã. Depois disso, as duas partes entraram em discordância e Abel não se sentiu respaldado no comando do clube, mesmo com o apoio dos jogadores.

Abel fez uma rápida visita ao Ninho do Urubu na tarde desta quarta-feira para se reunir com a diretoria e oficializar a saída do Rubro-Negro. O treinador aproveitou também para se despedir dos jogadores que o apoiaram até o último momento.

Logo após a saída de Abel, a imprensa foi liberada para a coletiva de imprensa do presidente Rodolfo Landim, que começou comentando a situação de Abel para pedir demissão.

"O nível de tolerância que as pessoas tem de acertar desgastes difere de pessoa para pessoa. Acho que ele [Abel] chegou, conversou com a família, o nível de desgaste era muito alto, pediu para sair" , disse. "Com relação a escalação. Quando Abel veio conversar comigo, o que ele me disse foi exatamente diferente do que ele está dizendo para vocês. O que ele disse foi que, na percepção dele, ele esperava escalar o time no próximo jogo com alguns jogadores considerados titulares e outros poupando. Era essa a ideia, que ele já tinha concebido. Ele tinha pensado e chegado a essa conclusão".

Questionado sobre a sondagem de Jorge Jesus para o novo técnico Rubro-Negro, Landim respondeu que ainda não haviam conversado com ninguém.

"A partir de hoje nós estamos conversando com muita gente. No grupo técnico existe análises que nosso centro de inteligência faz, sem dúvida estamos buscando", declarou. "[Sobre reforços] A gente costuma não comentar, existe sigilo, mas é óbvio que o nosso plantel tem sido avaliado e é nosso trabalho procurar sempre melhorar o que a gente tem. De fato, com abertura da janela, existe a possibilidade de alguns jogadores".

Por fim, Landim comentou sobre quem ficará responsável pelo comando técnico até a pausa para a Copa América.

"Nesses primeiros quatro jogos já está decidido quem vai ficar a frente do clube, que é o Marcelo Salles. Após a parada, nós vamos reavaliar e eventualmente vamos estar trazendo um outro técnico", concluiu.

Membro da comissão técnica permanente do clube, Salles participou da campanha do título brasileiro de 2009, como auxiliar técnico de Andrade.

Fechar