"Vinícius Junior torcia para o Barcelona e chorou na vitória por 6 a 1 para o PSG", diz agente

Getty

O empresário André Cury, ex-representante do Barcelona no Brasil e figura chave na contratação de Neymar para o clube, revelou em uma entrevista ao programa "Què t'hi jugues", da Cadena SER da Espanha, que Vinícius Junior era torcedor do Barça antes de se transferir para o Real Madrid.

Cury, que era funcionário do Barcelona e não tinha cláusula de exclusividade com o clube, fez algumas revelações curiosas. Quando questionado sobre Vinícius Júnior, ele comentou que o brasileiro foi contratado pelo Barcelona, e claro, que ainda torcia para o clube.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

"Vinícius era torcedor do Barça. Chorou com o Barça no 6 a 1 contra o PSG, foi um torcedor, um torcedor", assegurou Cury.

O agente, ainda, confirmou o que Piqué havia dito sobre a quase transferência do jogador ao Barça: “Sim, Vinícius foi contratado pelo Barça.”

“Os dois agentes do jogador eram muito meus amigos. Esse assunto já estava lá para nós, mas no último segundo meus amigos traíram a mim e ao clube", disse Cury.

Vinicius Junior Real Madrid Shakhtar Champions League 19 10 2021 (Foto: Divulgação/Real Madrid)

Vale lembrar que o próprio atacante havia revelado que tinha propostas dos dois clubes, mas optou por jogar pelo Real Madrid. "Tive propostas de ambos e eles me deram apenas dois dias para escolher", disse o atacante brasileiro em um programa do Real.

Vinícius Junior, que na época tinha apenas 17 anos, tomou a decisão junto com a família. "Conversamos com ele e ele nos disse que queria ir para o Real Madrid", explicou seu representante, Ulysses Paixão.

André Cury também explicou sobre o interesse em Rodrygo: "Quando eles nos traíram com Vinícius eu disse a eles que eu tinha um jogador mais completo: Rodrygo. Nós acertamos com Rodrygo, mas não fechamos porque o Barça não queria."

Questionado também sobre Neymar, que escolheu o Barcelona, ​​Cury explicou: "Neymar veio por amor ao clube, custou muito trazê-lo. Em condições normais ele não viria. O Real Madrid ofereceu 100 milhões de euros a mais que o que o Barcelona", disse.

“O Neymar saiu e o clube quase desabou. É verdade que neste momento tínhamos a opção de Mbappé e Dembélé e a diretoria escolheu Dembélé”, disse Cury ao Cadena SER.

Agora, Vinícius pode até ser torcedor do Barcelona, mas acabou vestindo o branco do Real Madrid.