Tabárez roda menos o elenco na fase de grupos em relação as duas últimas Copas do Mundo

Comentários()
Getty
Celeste usou apenas 17 dos 23 jogadores convocados para a Copa da Rússia na fase de grupos

banner Copa 2018

O Uruguai fez história na Copa de 2018 após conseguir vencer pela primeira vez na sua história em Copas três vitórias na fase de grupos da competição. Com nove pontos, cinco gols marcados e nenhum sofrido, a Celeste chega às oitavas de final com um saldo bastante positivo. Além disso, o treinador deu chance para 17 dos 23 jogadores da lista participarem pelo menos alguns minutos dos jogos. 

 Destes 17 jogadores que já atuaram, apenas cinco deles atuaram todos os minutos (270’): Fernando Muslera, Martín Cáceres, Diego Godín, Edinson Cavani e Luis Suárez. 

Além destes cinco, há dois que não jogaram todos os minutos, mas foram titulares em todos os três jogos da primeira fase: Rodrigo Bentancur (243’) e Matías Vecino (236’). O primeiro foi substituído no último jogo, enquanto o segundo foi nos dois primeiros jogos. 

 Existem ainda outros três jogadores que disputaram os três jogos, apesar de não serem titulares: Cristian Rodríguez (107’), Lucas Torreira (124’) e Nahitan Nández (139’). 

Nahitan Nandez Uruguay Russia World CupFoto: Getty

Dos sete restantes, cinco jogaram dois jogos e dois jogaram apenas um. Guillermo Varela e José Maria Giménez, começaram como titulares os dois primeiros jogos. Carlos Sánchez, Diego Laxalt e Giorgian De Arrascaeta, participaram de duas partidas, enquanto Sebastián Coates, titular contra a Rússia, e Maximiliano Gómez, que jogou apenas três minutos, fizeram apenas um jogo. 

Apenas seis jogadores que ainda não entraram em campo no Mundial da Rússia. Os dois goleiros reservas (Martin Silva e Martín Campaña), Maximiliano Pereira, Gaston Silva, Jonathan Urretaviscaya e Cristhian Stuani, alguns deles, em parte, por causa da falta de lesões na seleção uruguaia.  

Laxalt Uruguay RussiaFoto: Getty

Nas duas Copas do Mundo anteriores, África do Sul 2010 e Brasil 2014, a equipe uruguaia rodou mais o elenco e usou 20 dos 23 jogadores convocados por Tabárez, sendo que dois dos três não utilizados foram os goleiros reservas. Martín Silva e Juan Castillo, em 2010, e Silva e Rodrigo Muñoz, em 2014. 

 Além arqueiros, no Brasil, não entrou em campo, Diego Perez (que também não jogou contra a Colômbia nas oitavas) e África do Sul não jogou o zagueiro Cáceres, que acabou sendo utilizado mais tarde nas eliminatórias.

Fechar