Ronaldo, Messi, Neymar e mais: jogadores fazem doações em crise do coronavírus

Messi, Neymar, Ronaldo
Getty composite
Em meio à pandemia do Covid-19, jogadores tentam ajudar à distância e fazem doações; Lewandowski, Guardiola, Sérgio Ramos e Suárez também ajudam

A pandemia do coronavírus Covid-19 está afetando o mundo inteiro. Com tantos infectados, hospitais de diversos lugares encontram dificuldades para realizar todos atendimentos, produtos de higiene ficam mais escassos e, com as quarentenas pelo mundo, a economia de maneira geral passa por um momento de tensão mas, em meio à tanta tragédia, os gestos de solidariedade têm se destacado.

Enquanto alguns estádios brasileiros estão sendo disponibilizados para ajudar na crise, diversos jogadores de futebol também estão tentando ajudar no momento difícil.

Estrelas de Real Madrid, PSG, Barcelona, Juventus, Bayern, Flamengo e outros clubes aproveitam o momento para ajudar e para engajar quem pode a fazer o mesmo. Confira alguns nomes do futebol que estão ajudando na crise causada pelo novo coronavírus.


Cristiano Ronaldo


Cristiano Ronaldo Juventus 2019-20

Em conjunto com seu empresário, o também português Jorge Mendes, Cristiano Ronaldo doou 35 leitos de unidades de tratamento intensivo (UTIs) a dois hospitais nas cidades portuguesas de Lisboa e Porto. Segundo o veículo português Record, as doações chegam a quatro milhões de euros (quase R$ 23 milhões).

Enquanto os campeonatos estão parados, CR7 está em isolamento na Ilha da Madeira, sua terra natal, ao lado de sua família.


Lionel Messi


Ciro Messi

Messi também decidiu ajudar no problema e doou uma quantia em dinheiro ao Hospital Clínico de Barcelona. O valor não foi divulgado, mas o Mundo Deportivo afirma que a doação foi de um milhão de euros (cerca de R$ 5,5 milhões na cotação atual).

O argentino está em isolamento na Catalunha, uma das regiões mais afetadas pelo vírus na Espanha.


Neymar


Neymar PSG Paris Saint-Germain 2019-20

Neymar também se juntou ao movimento e resolveu ajudar na companhia dos "parças" Gabriel Medina, Luciano Hulk, Thiaguinho e do jogador de vôlei Bruninho. O grupo de amigos anunciou que fará doações de cestas básicas e produtos de higiene a moradores de favelas em São Paulo e convocou quem puder para também ajudar. De acordo com Luciano Huck, o fundo solidário irá doar mais de R$ 1,5 milhões, e o foco será atuações em favelas e comunidades do Brasil.

Mas o camisa 10 do PSG não parou por aí. Segundo o SBT, o jogador fez uma outra doação no valor de R$ 5 milhões divididos entre a UNICEF e um fundo de solidariedade liderado por Luciano Hulk. Cabe destacar que Neymar fez o gesto sem divulgar seu nome, que foi revelado pelo canal de TV.

O brasileiro deixou a França e está em isolamento em Mangaratiba, no Rio de Janeiro. Mesmo à distância, o craque trabalha para manter a forma física e fazer uma grande Champions League, que ainda não tem data para retornar.


Guardiola


2020-03-01 Josep Guardiola

O técnico do Manchester City também anunciou uma doação de um milhão de euros (R$ 5,4 milhões) à Fundação Ángel Soler Daniel, que administra a Faculdade de Medicina de Barcelona. 

A contribuição vai auxiliar na compra de materiais e equipamentos de saúde, além de financiar a produção de respiradores e outros equipamentos de proteção para os profissionais de saúde.


Sérgio Ramos


Sergio Ramos Spain

O zagueiro espanhol foi o primeiro jogador do Real Madrid a anunciar que faria doações para ajudar na crise do coronavírus. O camisa 4 doou 264.57 máscaras, 1 mil equipamentos de proteção e ainda 15 mil testes que detectam o coronavírus. O material foi entregue à UNICEF, organização da qual o jogador é parceiro e embaixador mundial.


Lewandowski


Robert Lewandowski Bayern Munchen 2020

Em conjunto com sua esposa, o atacante do Bayern de Munique anunciou uma doação de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões) no combate ao covid-19. O dinheiro vai integrar um fundo criado pelos próprios jogadores do time alemão, chamado “We kick Corona” (Nós chutamos o corona).

“Decidimos doar 1 milhão de euros para contribuir na luta contra o coronavírus. Esta situação afeta a cada um de nós. Então pedimos a você: siga as instruções, escute aqueles que sabem mais. Seja responsável!”, disse Lewandowski.


Sadio Mané


Sadio Mane Liverpool 2019-20

O atacante Sadio Mané está sendo exemplo mais uma vez. Além de estar construindo um hospital, que será inaugurado nos próximos seis meses em Bambali, uma vila de Sédhiou, cidade natal do jogador, o camisa 10 do Liverpool doou mais 40 mil libras (cerca de R$ 256 mil na cotação atual) ao governo senegalês para ser utilizado no combate ao novo coronavírus. 

No ano passado, Mané também já havia  inaugurado uma escola em Sédhiou, onde o Banco Mundial estima que quase 70% das famílias vivem na pobreza. 

Mas além das doações, Mané também é exemplo de humildade. Recentemente, ele revelou que entenderia caso o Liverpool ficasse sem o título da Premier League nesta temporada por conta do Covid-19.


Luis Suárez


luissuarez|uruguai|getty

O atacante uruguaio também se uniu ao movimento e doou 500 cestas básicas a moradores mais necessitados de Casavalle, um bairro de classe baixa de Montevidéu.

Em recuperação de lesão no joelho, Suárez também conversa com autoridades do Uruguai para ajudar crianças que recebem alimentação nas escolas e estão sem o auxílio durante as paralisações escolares.


#PlayersTogether na Premier League


 Fernandinho, Fabinho, Liverpool vs Man City

Jogadores dos vinte clubes da Premier League se juntaram para criar um fundo que visa ajudar o Sistema de Saúde Britânico (NHS) neste momento difícil. A iniciativa, chamada #PlayersTogether, foi criada com o objetivo de ajudar instituições de caridade vinculadas ao NHS.

Assim, o fundo espera melhorar o bem estar de funcionários, pacientes e voluntários envolvidos na luta contra o Covid-19. Os jogadores divulgaram que o valor pode ultrapassar os 20 milhões de libras. 

“Durante as últimas semanas, nós, jogadores da Premier League, tivemos várias conversas juntos para criar um fundo de contribuição que pode ser usado para distribuir o dinheiro para onde é mais preciso durante a crise da Covid-19 e ajudar aqueles que lutam por nós na linha de frente do NHS. É um período crítico para nosso país e para o NHS, e nós estamos determinados em ajudar da forma que podemos”, anunciou o comunicado emitido pela associação de jogadores da Premier League.


Jogadores da seleção da Alemanha


MANUEL NEUER GERMANY 11062019

Os jogadores da seleção alemã também resolveram fazer uma doação de 2,5 milhões de euros (mais de R$ 14 milhões na cotação atual) para ajudar na pandemia do covid-19.

“Peço para que todos vocês tomem parte nisso. Nós, da seleção nacional, demos um passo à frente e doamos 2,5 milhões de euros por uma boa causa e espero que muitos de vocês sigam o exemplo”, pediu Leon Goretzka, volante do Bayern e da seleção da Alemanha.


Alderweireld


Toby Alderweireld Tottenham 2019

O zagueiro do Tottenham anunciou a doação de dezenas de tablets para hospitais e casa de saúde da Inglaterra. A ideia é de que os pacientes possam manter contato com seus familiares, apesar do isolamento.

"O vírus causa muitas necessidades, especialmente a de se manter isolado socialmente. Se a pessoa está doente ela não pode ver seus amigos e seus familiares", disse o belga em seu Twitter.


Ibrahimovic


Ibrahimovic Milan Serie A

O atacante sueco anunciou a criação de uma campanha de recolhimento de fundos para os hospitais Humanitas, na Itália.

"A Itália sempre de deu muito e, neste momento dramático, eu quero dar de volta ainda mais a este país que amo. Decidi, juntamente com as pessoas que trabalham comigo, lançar uma campanha de recolhimento de fundos para os hospitais Humanitas e usar o meu poder de comunicação para espalhar ainda mais a mensagem. É um assunto sério e precisamos de ajuda concreta, isto não é só um vídeo", escreveu o jogador em seu Instagram.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Italy has always given me so much and, in this dramatic moment, I want to give back even more to this country that I love. I decided, together with the people who are working with me, to create a fundraiser for Humanitas hospitals and to use my communication power to spread the message wider. It’s a serious issue and we need a concrete help that’s not just about a video. I count on the generosity of my colleagues, of all professional athletes and of those who want to make a small or large donation according to their possibilities, to kick this virus away. Together we can really help hospitals and doctors and nurses who selflessly work every day to save our lives. Because today we are the ones cheering for them! Let’s together kick the CoronaVirus away and win this match! And remember: if the virus don’t go to Zlatan, Zlatan goes to the virus! Link in bio

Uma publicação compartilhada por Zlatan Ibrahimović (@iamzlatanibrahimovic) em


Philippe Coutinho


Philippe Coutinho Bayern Munich 2019-20

O jogador do Barcelona, emprestado ao Bayern de Munique, relembrou as origens e doou cerca de 20 toneladas de alimentos e produtos de higiene para duas comunidades cariocas, a da Mangueira e da Barreira do Vasco - que fica ao lado do estádio São Januário.

"Gostaria primeiramente de agradecer a Deus por me proporcionar condições de ajudar ao próximo.  Esse é o início de uma grande campanha para o bem, espero continuar podendo ajudar sempre. Ajudar quem precisa é fundamental para um mundo melhor e todos nós deveríamos fazer a nossa parte, seja com muito ou com pouco. O importante é ajudar", destacou o jogador.


Jogadores do Corinthians


 Gil Corinthians CSA Brasileirão Série A 14072019

Jogadores do atual elenco alvinegro se juntaram com alguns companheiros ex-Corinthians para doar mais de 2 mil cestas básicas a famílias carentes de São Paulo. O objetivo da ação é ajudar aqueles que foram economicamente afetados pelo novo coronavírus.

Participam da ação os zagueiros Gil, Pedro Henrique e Danilo Avelar, o lateral Michel Macedo, os meias Jadson e Ramiro e os atacantes Janderson, Everaldo, Madson, Lucca e Malcom. Além deles, Nando Carandina, do Santo André, Luan, do Palmeiras, Gabriel, do Lille, e os empresários Fernando Garcia e Eduardo Cornacini entraram na campanha.

As doações começaram pelo Parque Novo Mundo, região da Zona Norte de São Paulo, e devem ser expandidas a outras regiões posteriormente. A iniciativa atuará em parceria com associações de moradores e ONGs já definidas.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por @juntoscontraafome2020 em


Diego


Diego Flamengo Boavista Carioca Taã Guanabara 22 02 2020

O meia do Flamengo, Diego doou ao hospital Beneficência Portuguesa, de Ribeirão Preto (SP), para a compra de dois monitores cardíacos. Os valores não foram informados pelo, mas o hospital agradeceu ao jogador natural da cidade.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, o meia elogiou o trabalho dos profissionais de saúde durante o período de pandemia. "Pessoal, passando aqui para mandar um grande abraço, meu sincero agradecimento e admiração por todos os profissionais que têm combatido de forma honrosa, brilhante e eficiente esse Covid-19", disse o jogador.


Gérson


 Gerson Flamengo 2019

O meia do Flamengo resolveu ajudar no combate ao novo coronavírus nas comunidades de Nova Iguaçu, lugar onde nasceu. Gerson resolveu “adotar” 200 famílias para doações periódicas de cestas básicas. 

A iniciativa foi coordenada pelo pai de Gerson, Marcão, que também é o empresário do atleta. As famílias foram catalogadas com endereço e contato telefônico para que seja feito um acompanhamento para a realização de futuras doações. Vale destacar que o camisa 8 do Flamengo costuma realizar ações beneficentes nessa região.

"Desde o início da Covid-19, o Gérson tem feito esse trabalho. São muitos pedidos. Começou com familiares e pessoas mais próximas. É um trabalho que fazemos desde dezembro e agora expandiu. É muita família desamparada. Muita mesmo", relatou Marcão.


Rivaldo


Rivaldo Barcelona 1999 Ballon d

O ex-jogador de grandes clubes do Brasil e do mundo, além da seleção brasileira, anunciou em uma live no Instagram a doação de 200 cestas básicas para um igreja em Paulista, Pernambuco.

"Eu vou doar 200 cestas básicas para a Igreja do Amor, em Paulista, para que pessoas que estão em casa, passando por um momento difícil", disse Rivaldo, ao pedir ajuda para outros atletas.


Vinicius Jr.


Vinicius Jr, Real Madrid

O jogador do Real Madrid doou cestas básicas e produtos de limpeza para famílias de sua cidade natal, São Gonçalo. As doações feitas pelo atacante aumentaram em meio a pandemia para conseguir ajudar ainda mais gente.


Dunga


Dunga Brasil Ecuador Equador 04062016

Ex-jogador e hoje treinador, Dunga, junta a um grupo de amigos,  Instituto Dunga e Esporte Clube Cidadão, fez uma campanha de arrecadação de alimentos para doar à uma instituição de caridade no Rio Grande dos Sul. Ao todo, foram 10 toneladas de legumes e verduras,além de duas mil fraldas a serem doadas a asilos. 

Todos os alimentos arrecadados serão destinados às instituições que Dunga já auxilia através de seus projetos sociais. 


Xavi


Xavi Al-Sadd 2019

Ídolo do Barcelona e hoje treinador do Al-Sadd, Xavi doou € 1 milhão (cerca de R$ 5,6 milhões) a um hospital na cidade espanhola que além de tratar pacientes infectados por Covis-19, faz pesquisas para encontrar uma cura para a doença. 

O hospital é o mesmo que recebeu doações de Lionel Messi e Pep Guardiola. Segundo eles, os donativos vão ser usados na compra de aparelhos sanitários para médicos e pacientes.


KNVB


Michael Van Praag FIFA President Candidate

A Associação de Futebol da Holanda (KNVB) criou um fundo para ajudar clubes, principalmente amadores, a se recuperarem do impacto negativo causado pela pandemia. 

"As doações dos jogadores da Orange [seleção holandesa] e da ING [banco multinacional] se concentram no futebol amador, a KNVB oferece apoio tanto aos clubes de futebol profissional quanto às associações amadoras. Trata-se de uma combinação de doações, medidas e subsídios que representam um total de 11 milhões de euros (11,8 milhões de dólares)", disse a KNV em seu site.

Fechar