Em alta, Arthur surge como principal nome da renovação da Seleção Brasileira

Comentários()
Lucas Figueiredo/CBF/Divulgação
Volante atuou nos quatro jogos pós Copa do Mundo e foi titular em duas oportunidades, uma delas diante da Argentina, na última terça-feira


GOAL ANÁLISE - Raísa Simplicio


Desde o início do novo ciclo, após a Copa do Mundo da Rússia, Tite vem buscando dar oportunidade a "caras novas" na Seleção e quem está bem na "fita" com a comissão técnica é Arthur. O jogador do Barcelona apareceu entre os titulares na vitória por 1 a 0 sobre a Argentina na última terça-feira(16), e teve boa atuação.

Aos 22 anos, Arthur parece que chegou para ficar, ele esteve presente nas duas convocações até aqui e ganhou oportunidade como titular justamente no jogo que serviu de simulação paraa Copa América. 

O meio-campista deu mais dinâmica ao time, teve boa participação nas transições ofensivas e defensivas e apareceu com perigo no ataque. Quase marcou um gol em jogada ensaida com Neymar. O camisa 10 cobrou a falta da lateral para a entrada da área e Arthur emendou bonito de primeira, Romero fez grande defesa. 

Essa foi a segunda vez em que Arthur foi titular, ele também havia começado a partida diante de El Salvador, em Washington, no mês de setembro. Dos quatro jogos pós Copa do Mundo, o jogador entrou em campo em todos. Na atua conjuntura disputa posição com Frend, do Manchester United, mas parece que no momento está um pouco à frente do companheiro. 

Arthur Matt Miazga USA Brazil Friendly 07092018
(Foto: Pedro Martins / MoWa Press / Divulgação)

Depois da vitória sobre a Argentina, que valeu o trófeu do Superclássico, o jogador comemorou o fato de disputar o seu primeiro grande jogo com a camisa da Seleção principal.

"Com certeza, todos os jogadores querem jogar grandes jogos. Brasil e Argentina é um jogo que eu sonho desde criança. E logo no meu primeiro Brasil e Argentina ganhar e conseguir um título é maravilhoso". 

Apesar da boa atuação e das oportunidades que vem recebendo, Arthur manteve os pés no chão e frisou a busca pelas oportunidades com bastante humildade.

Mais artigos abaixo
Arthur Brazil El Salvador Friendly 11092018
(Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação)

"Jogar ao lado de craque é fácil. Casemiro tem total confiança da direção, da comissão técnica... É ter pezinhos no chão, para que eu possa buscar espaços. Quanto mais o jogador joga, matura mais rápido. A comissão técnica, o professor Tite me deu muita segurança, falou muito da importância para o jogo". 

Se em campo Arthur vem correspondendo bem, fora dele as coisas andam melhor ainda. O jogador não teve problemas para se entrosar com os "veteranos" e ganhou a admiração e carinho de nomes como Neymar e Coutinho. O segundo, inclusive, é seu companheiro de Barcelona. 

Em novembro, a Seleção volta a campo para a última rodada dupla do Brasil Global Tour deste ano, e é muito difícil imaginar que Arthur fique de fora da lista. Pelo compasso das coisas, ele surge como a principal promessa de renovação no meio-campo da equipe brasileira. 

Próximo artigo:
Higuain fica no banco de reservas na final da Copa da Itália
Próximo artigo:
Di María culpa Van Gaal pelo seu fracasso no Manchester United: "Houve problemas com o técnico"
Próximo artigo:
Tudo o que você precisa saber sobre o Campeonato Paulista 2019
Próximo artigo:
Arsenal tenta tirar James Rodriguez do Bayern
Próximo artigo:
Benzema será operado, diz emissora de rádio
Fechar