David Neres ou Everton Cebolinha: o único mistério de Tite contra a Venezuela

Comentários()
Getty Images
Durante entrevista na Fonte Nova, treinador do Brasil falou mais de uma vez sobre a disputa... e 3 fatores sugerem mudança

No último treino antes do jogo desta terça-feira (18) contra a Venezuela, Tite repetiu a escalação que entrou em campo na estreia da Copa América contra a Bolívia com uma única mudança: a volta de Arthur, titular na posição e recuperado de um problema no joelho, no lugar de Fernandinho. Entretanto, na entrevista coletiva concedida nesta segunda (17) dentro da Fonte Nova o treinador insistiu em fazer mistério sobre qual será o seu 11 inicial.

“Eu quero omitir, mas não mentir”, disse o técnico.  “O sentido maior é não dar oportunidade de o adversário saber”, completou. Mas se apenas uma catástrofe pode evitar o retorno de Arthur no lugar de Fernandinho, o mistério feito pelo treinador pode estar concentrado na ponta-esquerda: a possível entrada de Everton Cebolinha, autor de um golaço que encerrou o 3 a 0 contra a Bolívia, no lugar de David Neres.

“A equipe vai se construindo. São vários aspectos. É botar a rivalidade de dois meninos, David Neres e Everton, que estão jogando bem. É dar essa confiança a eles, porque são jovens. Me remeto a quando eu era jovem. Fui para o Esportivo de Bento Gonçalves, e um diretor falava 'deixa esse menino jogar'. Eu tinha 21 anos. Esse aprendizado eu consegui fazer agora com os mais jovens”, disse.

David Neres Brasil Bolívia Copa América 14062019Em poucos jogos, Neres e Cebolinha somam um gol e uma assistência cada (Foto: Getty Images)

Tite citou o mistério para não dar pistas para o adversário, uma Venezuela que no empate sem gols contra o Peru, na primeira rodada, sofreu mais investidas justamente no lado direito de sua defesa [esquerdo do ataque adversário]. Ao longo dos cerca de 90 minutos, o caminho que os peruanos mais conseguiram explorar foi o flanco canhoto [42.5% de suas ações, segundo a Opta Spots].

Além disso, outros três fatores dariam a Tite motivos para apostar em Cebolinha - apesar de Neres também seguir com bom desempenho. O fato de ser o jogador que mais vezes o treinador usou como substituto a partir deste novo ciclo pós-Mundial é um: todos os sete jogos de Everton pelo Brasil foram entrando na vaga de alguém. O segundo fator é o aproveitamento espetacular em finalizações: no já citado período após a eliminação para a Bélgica, o gremista só não acerta mais as suas tentativas do que Coutinho, Richarlison, Firmino, Neymar e Gabriel Jesus. Mas o aproveitamento é ainda melhor: em cinco tentativas, o maior erro foi uma bola na trave em relação Às outras quatro na direção certa.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste grátis o serviço por um mês!

O terceiro fator é o golaço em si contra a Bolívia e a confiança que isso traz. A frase “a equipe vai se construindo” reitera muito bem esta possibilidade de mudança na ponta-esquerda.

Fechar