Com Flamengo líder a um jogo do título, Morumbi pode voltar a ser palco das glórias de Rogério Ceni

Mengão venceu o Colorado na penúltima rodada e arrancou a liderança dos gaúchos; Ceni vai a lugar familiar, mas para quebrar tabu incômodo

Em um jogo marcado por uma polêmica capital e uma virada rubro-negra, o Flamengo venceu o Internacional por 2 a 1 e está muito próximo de ser campeão brasileiro pelo segundo ano consecutivo. O último obstáculo? O São Paulo, que é o maior algoz do time da Gávea nos últimos tempos, mas também o clube que consagrou Rogério Ceni como um multicampeão do Brasil e do mundo. Na quinta-feira (25), o ex-goleiro volta à sua antiga casa para sacramentar mais um título, dessa vez o mais importante de sua carreira como técnico.

Com a virada sobre o Inter, o Fla praticamente tirou a taça das mãos do Colorado. Agora, na última rodada, a única chance do Inter ser campeão é contando com um tropeço do Flamengo.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Se Abel Braga e seus comandados se apegarem ao histórico recente, há motivos para sonhar. Isso porque o time carioca não vence o Tricolor paulista há quase quatro anos. A última vitória rubro-negra aconteceu em 2 de julho de 2017, quando Guerrero e Diego marcaram no triunfo por 2 a 0.

Desde então, foram oito confrontos entre São Paulo e Flamengo, com cinco vitórias do Tricolor e três empates. Na atual temporada, foram três enfrentamentos entre as equipes, com três triunfos do time paulistano (1x4 pelo Brasileirão e 1x2 e 3x0 pela Copa do Brasil).

Entretanto, o Morumbi também é a casa que deu as maiores glórias a Rogério Ceni. Como goleiro e capitão do São Paulo, Ceni levantou muitos troféus, vários deles no gramado do Morumbi.

Agora ele volta à casa que o acolheu por 21 anos, mas do outro lado. O retrospecto do técnico do Fla contra seu ex-clube não é nada animador, já que Ceni nunca conseguiu vencer o Tricolor , seja por Fortaleza, Cruzeiro ou Flamengo.

Portanto, mesmo "com uma mão na taça", o desafio do Flamengo é maior do que parece. Quebrar um tabu institucional e pessoal será a ambição maior de Rogério Ceni, para que possa voltar a sentir o sabor de levantar um troféu no Morumbi , mesmo que por outra equipe agora.

Fechar