Notícias Placares ao vivo
Grêmio

Brasileirão 2017: Com Barrios em alta, Grêmio se prepara para início do campeonato

11:25 BRT 09/05/2017
Grêmio x Guaraní
Time gaúcho, comandado por Renato Gaúcho, atual campeão da Copa do Brasil, estreia neste domingo (14), contra o Botafogo, na Arena

O Grêmio, campeão da Copa do Brasil na temporada passada, iniciou o ano de olho em reforços para melhorar o elenco. Acabou perdendo peças importantes, e ainda que com demora, trouxe novas contratações. Barrios, ex-Palmeiras é a principal delas. A expectativa é fazer melhor do que o nono lugar na temporada passada, onde o time chegou a estar próximo dos líderes, mas não conseguiu manter o bom nível.

O clube estreia neste domingo (14), contra o Botafogo, às 19h (de Brasília), na Arena. A campanha, para o Tricolor, terá a divisão entre o campeonato nacional, Copa do Brasil e Libertadores. Renato deve priorizar a competição continental, mas sem deixar de lado a Série A.


O CRAQUE DO TIME


Apesar de Miller Bolaños ter feito mais na temporada, em quantidade, Lucas Barrios é sinônimo de gols no Grêmio. O atacante de 29 anos, que deixou o Verdão e chegou a Porto Alegre em 2017, brilhou e já marcou sete gols em 13 jogos. Em 27 de abril, marcou um hat-trick contra o Guaraní, do Paraguai, pela Libertadores.

O craque do time e camisa 18 é o fazedor de gols que Renato Gaúcho e a direção tanto queriam no ano passado. Com o retorno de Douglas, no meio do ano, será abastecido pelo camisa 10 e também Luan e Bolaños, o que pode fazer com que balance as redes ainda mais.


OS TÍTULOS NO BRASILEIRÃO


O Grêmio já conquistou o Campeonato Brasileiro em duas oportunidades. A primeira delas em 1981. Dois anos depois, conquistaria a Libertadores e o Mundial de Clubes. Em 1996, sob o comando de Felipão, o time que contava com Danrlei, Mauro Galvão, Roger Machado, Paulo Nunes, Arce e Rivarola, deu o bicampeonato ao Tricolor. Foi vice-campeão em três oportunidades, em 1982, 2008 e 2013.

(Foto: Arquivo/Grêmio)


COMO FOI NO ESTADUAL


Uma decepção. Desta forma é possível definir a participação do time no estadual. A vontade era enorme para acabar com a sequência de seis títulos do rival Internacional. Mas o time, que teve altos e baixos no Campeonato Gaúcho, e chegou a colocar o torneio em primeiro lugar, mas não conseguiu chegar à decisão.

Foi quarto colocado na primeira fase e após empolgar contra o Juventude, na rodada final e contra o Veranópolis, nas quartas, caiu para o Novo Hamburgo nas semifinais, após dois empates, em 1 a 1, e cobranças de pênalti (7 x 6). O time do interior bateu o Colorado na final.


O ELENCO E O TREINADOR DO TRICOLOR


Renato Gaúcho é um personagem único. A frase "Não sei como posso ser mais amado do que já sou no Grêmio", dita em entrevista recente, mostra o nível da idolatria que a torcida tem por ele. Após o título da Copa do Brasil, sua força e influência se intensificou, tanto que pediu uma estátua na Arena pela conquista.

Mas apesar de toda a irreverência, o ex-camisa 7 do Tricolor sabe que precisa fazer mais, mostrar mais, identificar um padrão de jogo, algo que até o momento, não faz. As críticas se intensificaram, principalmente após queda no Gauchão e atuações instáveis na Liberta. Em relação à temporada passada, embora tenha sofrido com a perda de Douglas (lesão) e Walace (venda), Renato ganhou bons reforços, como Barrios e Léo Moura.


OS 11 TITULARES


O time titular de Renato Gaúcho para o início do Brasileirão deve ser o mesmo vem atuando pela Libertadores e que perdeu para o Noia na semifinal do Gauchão. Barrios, que marcou gols nos três últimos jogos, assumiu a posição e Luan foi deslocado para a ponta esquerda. Bolaños, pelo menos até Douglas voltar em agosto, segue como articulador.