Arnaud Kalimuendo: a jovem máquina de gols do PSG fazendo barulho na Ligue 1

O atacante de 19 anos está emprestado ao Lens e vive ótima fase, após marcar 60 gols em seus dois últimos anos nas categorias de base do Paris

Certamente não faltam opções de ataque para o PSG. Com Neymar, Kylian Mbappé, Angel Di Maria e Mauro Icardi, os campeões da Ligue 1 possuem atacantes que, na pior das hipóteses, rivalizam com os melhores do mundo neste momento. Para alguns, inclusive, eles podem ser o grupo mais temível do futebol europeu.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Com isso, não é fácil ser um jovem atacante buscando seu espaço no Parc des Princes. E esse é justamente o desafio enfrentado por Arnaud Kalimuendo. 

O jovem de 19 anos está no PSG desde os 10 anos de idade, depois de ter iniciado sua trajetória no FC Saint Cloud, clube local dos subúrbios parisienses, sendo que o faro de gol tem sido sua principal característica desde então.

Nas duas últimas temporadas, ele marcou mais de 60 gols pelas categorias de base do Paris, incluindo nove tentos em 10 jogos na Uefa Youth League. Isso quase o levou à equipe principal do PSG, mas entrar em um time repleto de estrelas se provou difícil para muitos jovens talentos da base na última década.

No ano passado, Tanguy Nianzou e Adil Aouchiche, ex-companheiros de Kalimuendo, decidiram não renovar com o Paris em uma tentativa de ganhar minutos de jogo em outro lugar. 

Se essa fosse a escolha de Kalimuendo, ele até teria sido perdoado, mas, em vez disso, o jovem se esforçou para ter sucesso onde outros falharam, com sua primeira temporada na Ligue 1 sugerindo que ele era uma aposta que valia a pena.

Agora, o atacante vai passar um tempo com o recém-promovido Lens, embora tenha tido a chance de se estrear pelo PSG na primeira parte da temporada, antes de assinar um novo contrato de quatro anos no dia de sua saída temporária.

Em seu novo clube, até o momento, o francês de 19 anos já marcou cinco gols por todas as competições, incluindo quatro tentos em 18 partidas pela Ligue 1.

Embora isso possa não soar como algo impressionante, é importante ressaltar que nenhum jogador qualificado para o NXGN - aqueles nascidos depois de 1º de janeiro de 2002 - marcou mais gols em qualquer uma das cinco principais ligas da Europa nesta temporada.

Ele também se tornou o primeiro jogador do Lens em 70 anos a marcar em cada uma de suas três primeiras partidas pelo clube, com seu desenvolvimento claramente acelerando conforme ele enfrenta novos desafios no futebol profissional.

"Minha temporada está indo bem. Estou florescendo, mas sei que ainda há muitas partidas pela frente", disse a jovem estrela, que ganhou o apelido de 'Kali' de seus novos companheiros, à Goal.

Veja mais jovens talentos do futebol mundial do NXGN:

“Para mim, o Lens era o clube ideal. Havia tudo o que procurava e fui convencido de que teria tempo de jogo. Assim que soube disso, não hesitei um segundo em vir para cá”.

“Vejo que não sou o mesmo jogador de seis meses atrás. Amadureci muito, mas ainda tenho trabalho a fazer todos os dias, ainda tenho áreas para melhorar. Você nunca deve parar de se questionar. Estou sempre tentando encontrar soluções, porque sei que posso fazer melhor e vou fazer melhor".

Essa vontade de melhorar constantemente é algo que ele aprendeu ao treinar ao lado de algumas das estrelas do PSG, que mesmo no mais alto nível seguem cientes de que têm mais para dar.

"Aprendi muito na temporada passada com grandes jogadores como Neymar, Mbappé, Icardi e [Edinson] Cavani", continua o adolescente. “Aumentei o meu controle na frente do gol, algo que queria muito aprender. A seriedade e o profissionalismo deles - quando você está ao lado desse tipo de jogador, você presta atenção em tudo".

"Foi como estar em um sonho. Estes são jogadores que você admira e depois são seus companheiros de equipe. Foi algo grande para mim como um jovem jogador".

Embora ele agora se encontre em uma equipe menos importante, isso não significa que Kalimuendo - que se destacou por sua força e velocidade na juventude apesar de ter menos de 1,80m de altura - parou de aprender.

Na semana passada, ele assistiu de longe Mbappé e Erling Haaland iluminarem a Liga dos Campeões com cinco gols marcados, e o jovem nascido em Suresnes está sempre interessado em observar os melhores atacantes do mundo em uma tentativa de chegar ao topo.

“Procuro me inspirar nos maiores para me aprimorar, porque para chegar a esse patamar é preciso ser bom em todos os aspectos. Quero ser o atacante mais prolífico”, afirma. “Quando vi Kylian fazer o hat-trick, fiquei muito feliz, porque ele é um amigo e é sempre bom ver ele ajudando a equipe a vencer. Foi bom ver Haaland também. Isso me dá vontade de superar o que sou agora”.

"Eu observo praticamente todos os grandes atacantes do mundo. Vejo os melhores, como [Robert] Lewandowski e Haaland, que é um verdadeiro matador. Sergio Aguero, Harry Kane e Luis Suarez são todos jogadores que assisto e posso desenhar algo de cada um deles".

O verdadeiro ídolo de Kalimuendo, porém, é Ronaldo Fenômeno, ídolo brasileiro com quem o jovem cruzou brevemente na Copa do Mundo Sub-17 em 2019.

Ronaldo foi o encarregado de entregar as medalhas após a disputa do terceiro lugar no Brasil; um jogo em que Kalimuendo marcou três gols na vitória da França sobre a Holanda.

Arnaud Kalimuendo NXGN GFX

“Foi tudo tão rápido”, lembra o jovem de 19 anos. “Fomos receber as medalhas e o chefe da nossa delegação disse ao Ronaldo: 'Foi ele quem marcou todos os gols', apontando para mim”.

"Ele [Ronaldo] respondeu: 'Sim, eu vi. Parabéns. Você deve continuar jogando assim'. Eu olhei nos olhos dele e pensei 'uau'. Eu estava totalmente pasmo. Jamais esquecerei de suas palavras, foi incrível. Essas imagens ficarão gravadas em minha mente para sempre".

Mas se Kalimuendo quiser chegar ao nível de seu herói no futebol, o próximo passo em sua carreira será crucial. 

O Lens tem a opção de contratá-lo em definitivo no meio deste ano, enquanto o PSG provavelmente está interessado em ver o jogador mais de perto, depois de um ano jogando nos profissionais pela primeira vez. Independentemente disso, é claro que Kalimuendo tem uma boa cabeça e traça seu próprio caminho para chegar ao topo.

Muitos jogadores formados nas categorias de base do PSG tiveram que fazer exatamente isso na última década. O caminho pode muito bem estar bloqueado para ele também, mas isso não significa que ele não possa atingir seu potencial em outro lugar.

Fechar