Notícias Placares ao vivo
Brasileirão Série A

A Turner vai passar o Brasileirão 2020 em qual canal?

09:35 BRT 11/08/2020
Entrada Felipe Melo Yuri Alberto Santos Palmeiras Paulista 29 02 2020
O grupo tem direito a televisionar as partidas de oito clubes da Série A, mas embate com a Rede Globo continua

O Campeonato Brasileiro de 2020 já começou e muitas incertezas ainda pairam sobre a competição. Além das questões de saúde, envolvendo a pandemia do novo coronavírus e o protocolo de prevenção da CBF, existe um grande embate a respeito das transmissões das partidas.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN com um mês grátis!

Desde 2019, para competir com a Rede Globo, grande detentora dos direitos de transmissão do futebol brasileiro, o grupo norte-americano Turner tem fechado contratos com algumas equipes da série A para poder televisionar as partidas. Palmeiras, Santos, Bahia, Internacional, Athletico, Coritiba, Ceará e Fortaleza são as equipes da elite nacional que tem vínculo de cessão de direitos com a Turner. 

Quando assinado, o contrato previa que partidas a serem transmitidas pelo grupo só poderiam ser aquelas em que os dois envolvidos tivessem contrato, porém, com a Medida Provisória 984, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), isso mudou

Agora, a partir da nova MP, apenas o clube mandante detém os direitos de transmissão da partida. Portanto, se um dos oito clubes com vínculo estabelecido com a Turner for mandante do jogo, não importando o adversário, a partida poderá ser televisionada pelo grupo.

Mesmo assim, a Rede Globo entende que seus contratos com as equipes preveem exclusividade para televisionar os jogos em TV fechada e foram assinados antes da MP, o que alteraria a lógica de negociação. Assim, de acordo com a visão da emissora, a TNT (canal da Turner) só poderia transmitir os jogos em que tivesse contrato com as duas equipes envolvidas.

A partir disso, a Rede Globo entrou na justiça para impedir que a TNT (canal da Turner) transmitisse as partidas em que o grupo britânico tivesse contrato com apenas a equipe mandante.

Porém, nesta segunda-feira (10), o pedido foi negado pela 3ª Vara Cível do Rio de Janeiro. Mesmo assim, a emissora carioca ainda poderá recorrer à decisão.

Antes da decisão, a Turner não havia confirmou se realizaria as transmissões nas rodadas iniciais do Campeonato Brasileiro, que começou no último final de semana.

A TURNER VAI PASSAR O BRASILEIRÃO 2020 EM QUAL CANAL?

Todas as partidas da Turner do Campeonato Brasileiro serão transmitidas pelo canal por assinatura TNT

Além da TNT, o grupo tem outros canais no Brasil em que passa esporte, o Space, por exemplo, televisiona algumas partidas da Liga dos Campeões, além das páginas do Facebook do Esporte Interativo e EI Plus (canais de televisão extintos).

EMBATE COM A REDE GLOBO

A Rede Globo não vai facilitar para a Turner. Por entender que possui contrato de exclusividade com algumas equipes, o grupo já enviou uma notificação à Turner - que, até o momento, não se posicionou a respeito - e entrou com recurso na justiça.

Porém, como dito acima, o pedido foi negado pela 3ª Vara Cível do Rio de Janeiro. A Globo entende que os contratos foram assinados antes da elaboração da Medida Provisória 984, o que altera a lógica de transmissão. Mesmo assim, no despacho do caso, a juíza Priscila Fernandes Miranda Botelho da Ponte desconsiderou o argumento da emissora. 

"[Trata-se] da aplicação imediata e geral da nova lei aos efeitos pendentes e futuros do ato celebrado", escreveu.

“[A Globo] poderá avaliar a necessidade e conveniência de sua revisão ou resilição, mas não poderá impedir que terceiros exerçam livremente seu direito de propriedade, amparados por norma com força de lei ordinária federal válida e em vigor", finalizou.

Mesmo assim, a Globo ainda pode recorrer às medidas legais no caso, assim como fez no Campeonato Carioca, quando rescindiu os contratos por violação na cláusula de exclusividade

A Turner, por outro lado,não pretende tomar uma decisão precipitada no intuito de evitar uma resposta da Globo na esfera judicial.