Notícias Placares ao vivo
Vasco da Gama

Vasco x Botafogo: clássico cercado de pressões psicológicas

11:17 BRT 21/03/2018
Yago Pikachu Moisés Vasco da Gama Botafogo Carioca 18 03 2018
Cruzmaltino tem a vantagem do empate para avançar à final porque teve melhor campanha na fase de classificação

Motivados pela rivalidade gerada no último clássico, Vasco e Botafogo abrem as semifinais da Taça Rio, nesta quarta-feira (21), às 21h45 (de Brasília), no estádio Nilton Santos, cercados de pressões psicológicas. 

Os nervos se afloraram após a vitória do Gigante da Colina por 3 a 2, principalmente por conta da entrada violenta de Rildo em João Paulo, que fraturou a tíbia e fíbula da perna direita, e precisou ser operado - está afastado dos gramados por quatro meses. 

Rildo foi punido apenas com um cartão amarelo, o que gerou revolta entre os jogadores alvinegros, deixando o árbitro da partida, Wagner do Nascimento Magalhães, muito pressionado. 

“O Botafogo foi prejudicado contra o Vasco e não foi a primeira vez que isso aconteceu no começo de um jogo neste campeonato. Pior não é nem o cidadão não ver o lance dentro de campo, e sim os demais, que poderiam ajudar, nada fazerem. Perdemos o João Paulo e estamos nos reconstruindo para este jogo, mostrando aos jogadores que vamos ter que nos superar para tentar derrotar o Vasco”, disse Alberto Valentim, técnico do Botafogo.


Foto: Paulo Fernandes / Vasco 

Além do ambiente ruim e do tom da cobrança do Botafogo sob o árbitro, o Vasco ainda não terá Martin Silva, convocado para a Seleção Uruguaia para disputar a China Cup, torneio preparatório para a Copa do Mundo. Desta forma, o técnico Zé Ricardo contará com Gabriel Félix no gol.

Revelado nas divisiões de base do Cruzmaltino, o goleiro registra seis partidas na equipe profissional, com apenas 22 anos. Estreante em clássicos, Félix ainda não passa segurança para os torcedores. Nos três jogos disputados neste ano, o arqueiro já saiu de campo como destaque, mas também já teve o seu nome constestado. 

"Aprendi muito nos três jogos que tive a oportunidade de jogar nesse Carioca. Aconteceram coisas ruins, sei que não comecei tão bem, mas consegui me recuperar e vivi também momentos bons. Pude aprender com essas experiências e tive um amadurecimento muito grande durante esse período. Chego ainda mais preparado para esse clássico contra o Botafogo. Me sinto preparado e se Deus quiser vou substitui-lo à altura", disse.

Um clássico em si já gera muita pressão. No entanto, o duelo desta quarta-feira (21) terá ainda mais ingrediente para deixar ainda mais emocionante. Wagner do Nascimento Magalhães suportará as cobranças do Botafogo? Félix passará pelo seu primeiro grande teste?

Vale lembrar que o o Cruzmaltino tem a vantagem do empate para avançar à final porque teve melhor campanha na fase de classificação.