São Paulo atrás de zagueiros é prova da fragilidade do setor ao final da temporada

GFX Bruno Alves Adryelson São Paulo Sport 2021
Getty/Sport Recife/Goal
O Tricolor teria feito proposta para Kanu, do Botafogo, e sondado a situação de Adryelson, do Sport

É fase de especulações no Tricolor do Morumbi. Com a chegada do novo treinador, o argentino Hernán Crespo, e a constatação de que o time praticamente não tem mais chances de sair com o título do Brasileirão, o São Paulo já começa a pensar na montagem do elenco para a temporada de 2021. E o setor defensivo parece ser uma das principais pautas.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Pensando nisso, a diretoria do clube já fez proposta, segundo a Gazeta Esportiva, pelo zagueiro Kanu, do Botafogo. O defensor de 23 anos teve um bom ano pelo Fogão e é um dos grandes ativos da equipe de General Severiano. De acordo com o jornalista Jorge Nicola, a equipe paulista até poderia contar com investidores pensando na contratação do atleta e uma possível negociação no futuro.

Kanu Botafogo 17 01 2021

Outro nome que interessaria seria Adryelson. O zagueiro do Sport, com 22 anos, também teria sido sondado por Santos e Braga-POR, segundo apuração da Goal, e vem de ótimo Brasileirão pelo Leão. A opção no mercado, então, parece ser por defensores jovens, promissores, que se destacaram em 2020 e com potencial de revenda.

Adryelson Sport Recife 2020/2021

A opção por buscar defensores no mercado se explica por alguns fatores: a queda de desempenho de alguns nomes, na reta final da temporada, bem como a chegada de Crespo, que armou o Defensa y Justicia, em vários momentos, com uma linha formada por três zagueiros.

O melhor zagueiro do São Paulo nos últimos meses foi Arboleda. Mesmo assim, o equatoriano tem problemas extra-campo e já recebeu sondagens do exterior. Bruno Alves e Diego Costa, confiáveis em vários momentos, caíram muito de produção e não vem terminando bem o Brasileirão. O primeiro, inclusive, não mostrou capacidade até agora de construir com a bola nos pés, algo necessário para o esquema de jogo do argentino, enquanto o jovem é mais técnico, mas falhou bastante nesta reta final.

Não significa que a dupla não possa ser recuperada, especialmente Diego, que tem apenas 21 anos e teve um excelente começo, antes de cair de produção. Mesmo assim, já amplia a necessidade de reforçar o setor. Walce, grande promessa da base Tricolor, poderia ser esse zagueiro construtor, mas vem de duas lesões muito graves, enquanto Rodrigo, outro de Cotia, ainda não foi utilizado. Ainda não se sabe se Léo, várias vezes improvisado por Diniz na posição, continuará jogando como zagueiro com Crespo.

Assim, ainda mais se o treinador realmente quiser utilizar três zagueiros, fica inevitável que o São Paulo vá buscar novas opções no mercado, ainda mais considerando a necessidade de encontrar defensores com mais qualidade com a bola nos pés. No sub-20, Luizão e Matheus, os titulares da posição, ainda são muito jovens, com o primeiro tendo só 18 anos. Outros como Facundo e Pedro Lucas ainda não impressionaram. Beraldo, Ythallo e Brian, entre outros jogadores do sub-17 multicampeão, são mais jovens e ainda precisam de muito tempo na base.

Kanu e Adryelson, então, entre outros nomes - o Tricolor já sondou a condição de Miranda, veterano e ídolo da torcida, atualmente na China -, começam a surgir no horizonte como novas possibilidades para Crespo montar seu sistema defensivo. Tudo para que o time consiga voltar a ser competitivo na posição.

O São Paulo volta aos gramados neste domingo (14), às 20h30 (de Brasília), diante do Grêmio: antes de pensar em qualquer reforço, o time precisa consolidar a sua vaga direta para a Libertadores 2021.

Fechar