Leilão e 45 milhões de euros por Cavani: Atlético-MG e Grêmio 'caíram na realidade'

Edinson Cavani PSG 2019-20Getty Images

Livre no mercado, Edinson Cavani está longe de ser um jogador “de graça”. No Brasil, Atlético-MG e Grêmio até chegaram a sonhar com a contratação do craque uruguaio, mas não tardaram a "cair na realidade" e deixar a disputa de lado. Os altos valores foram determinantes para ambos desistirem da negociação.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Decidido a assinar um contrato válido por três anos, o veterano atacante, que deixou o PSG em junho, tem pedido no total aproximadamente 45 milhões de euros líquidos (R$ 283 milhões), num acordo que contempla salários (12 milhões de euros por temporada), luvas diluídas (8 milhões de euros) e comissões.

Até mesmo na Europa o preço para garantir Cavani, de 33 anos, tem causado espanto. O Benfica, por exemplo, foi o time que por enquanto mais levou adiante as tratativas. Pulou fora principalmente pelo fato de, em Portugal, ser obrigado a pagar 50% de imposto em cima de ordenados mensais.

“Chegamos onde pudemos chegar. Ponto final. Assunto encerrado. Fizemos o esforço que poderíamos fazer”, destacou em tom de incômodo o diretor administrativo encarnado Rui Costa, em agosto, à Goal

O leilão feito pelo irmão e empresário de Cavani, o ex-jogador Walter Guglielmone, mais conhecido como Guly, também atrapalhou o andamento do negócio com o clube português. Na verdade, a “estratégia familiar”, que também passa por propositalmente vazar informações à imprensa, está sendo criticada constantemente nos bastidores por vários outros interessados, dentro e fora do Velho Continente.

Na Espanha, muitos acreditam que as conversas concretas com o Benfica foram usadas para pressionar o Atlético de Madrid, que foi o primeiro a manifestar interesse na aquisição do atacante uruguaio, ainda antes do término do contrato com o PSG, onde jogou durante sete temporadas.

Depois de um longo período sem mexer no assunto, pelo menos de forma midiática, os colchoeiros voltaram a entrar na briga por Cavani. A Juventus também é forte candidata a fechar com o jogador.