Entrevista do dono do PSG é um misto de bronca, rebaixamento e ultimato a Neymar

Comentários()
Getty Images
Manda-chuva do PSG endurece a postura com Neymar, fortalece Mbappé e avisa que clube francês está farto de ter o camisa 10 como popstar

Nasser Al-Khelaifi, o manda-chuva do PSG, disse que o clube precisa de um choque. E parece que Neymar foi o escolhido para receber uma alta voltagem nesse processo. A entrevista do presidente do PSG à France Football é uma bronca e um ultimato no camisa 10 brasileiro. Al-Khelaifi encostou Neymar na parede publicamente e avisou: você não é mais a maior estrela do clube.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Assine o DAZN e ganhe um mês grátis!

Há cerca de dois anos, o PSG fez questão de dar as boas-vindas a Neymar enfeitando a Torre Eiffel, com mensagem especial ao brasileiro. Agora, não foi só o tom que mudou; a mensagem é direta.

“Ninguém obrigou Neymar a vir para cá. Ninguém o empurrou. Ele veio sabendo que chegaria a um projeto", disparou Al-Khelaifi.

Ir à principal revista esportiva da França e uma das maiores do mundo para dar um recado forte é um passo calculado. E significa que o PSG decidiu fazer todo mundo como testemunha do que se espera de Neymar a partir de agora.

“Os jogadores terão que fazer mais, trabalhar bem mais. Eles não estão aqui no PSG para se divertirem. E se não concordarem com esse ponto de vista, as portas estão abertas. Tchau! Não quero mais comportamentos de estrelas”, bradou Al-Khelaifi.

Ao mesmo tempo em que falou grosso com Neymar, o todo-poderoso do PSG pegou Mbappé pela mão e lhe mostrou o caminho para ser protagonista no clube, como o jovem atacante pediu recentemente.

Kylian Mbappe PSG Ligue 1

Al-Khelaifi disse que o francês está “200%” garantido na próxima temporada. Ou seja, de um lado, escancarou as portas para Neymar (e quem mais estiver insatisfeito) sair; do outro, ofereceu um assento mais confortável a Mbappé.

“Mbappé quer estar mais envolvido com o nosso projeto e quer crescer com o clube. Expliquei que ele não precisa pedir o que quer. Nós não esperamos, nós lideramos. Como Mbappé é muito inteligente, tenho que certeza que ele entendeu”.

Mais artigos abaixo

Até a recém-anunciada chegada de Leonardo como novo diretor esportivo do clube é uma mensagem para Neymar. Segundo o UOL, a contratação do dirigente brasileiro tem como um dos objetivos reduzir o poder de Neymar no clube. Cavani, por outro lado, deve ganhar mais força.

Enquanto se recupera da lesão no tornozelo que o tirou da Copa América, Neymar vê o PSG dar passos firmes rumo à próxima temporada. E se ele quiser deixar Paris, tudo indica que não haverá resistência, desde que chegue uma bela oferta financeira. Neymar não é mais “o cara” do PSG.

Fechar