Cristiano Ronaldo e PSG: o que se sabe sobre a possível contratação

Última atualização

O PSG segue tendo que lidar com o assédio sobre Neymar e Mbappé, seus dois maiores craques. O atacante brasileiro é constantemente especulado para retornar ao Barcelona e a Juventus surgiu novamente como uma possível interessada. Já o jovem francês é sonho antigo de Florentino Perez, que deve fazer novas investidas para levá-lo ao Real Madrid.

Até por isso, o clube trabalha em um possível substituto para suprir qualquer ausência: Cristiano Ronaldo.

Pelo menos é isso que garante o jornal italiano Gazzetta Dello Sport e o portal Calciomercato. Segundo os veículos, a Juventus teria inclusive fixado o valor do craque português entre 60 e 70 milhões de euros (algo entre R$ 360 e R$ 430 milhões na cotação atual). O interesse, quem sabe, poderia até envolver uma troca entre o gajo e Neymar.

Cristiano Ronaldo tem contrato com a Velha Senhora até 2022, mas teria dito a pessoas próximas que pretende permanecer em Turim até o final de seu vínculo. Ele foi contratado em 2018 para ajudar a Juve a conquistar a Champions League, após o clube italiano bater na trave algumas vezes nos últimos anos.

Até o momento, o português parece não sentir a idade e já soma 53 gols em 75 partidas com a camisa da Juventus.

Xodó do presidente

Cristiano Ronaldo Neymar Real Madrid PSG 2017-18 Foto: Getty Images

Mas o suposto interesse do PSG em Cristiano Ronaldo não precisa ser necessariamente para substituir Neymar ou Mbappé. Formar um trio de ataque com três jogadores deste tamanho certamente seria o sonho de qualquer dirigente.

Além disso, Nasser Al-Khelaïfi, magnata que é dono e presidente do Paris, revelou recentemente uma grande admiração pelo português.

Mais artigos abaixo

“Ano após ano ele mostra uma determinação única, uma força de personalidade extraordinária. Ele segue motivado pelo desejo de melhorar a cada dia e sempre se cobra até o limite. Eu admiro a vontade implacável dele. É um grande exemplo para todos os futuros atletas”, disse o dirigente à revista France Football.

Se isso irá acontecer, só o tempo pode dizer, mas tudo é possível para o grupo bilionário que administra o Paris. Mas um ataque com esses três craques certamente seria capaz de aterrorizar qualquer adversário e finalmente dar o tão sonhado título da Champions League ao PSG.