As revelações de Marcelo

Comentários()
Em vídeos exclusivos, o lateral-esquerdo conta qual foi sua partida mais difícil pelo Real Madrid e seu time dos sonhos

Não é fácil conciliar família e profissão, mesmo quando se é jogador de futebol. Essa é uma das revelações que Marcelo, o lateral-esquerdo do Real Madrid, fez em seu canal no Youtube, Às vésperas de encarar a Juentus, nas quartas de final da Champions - nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), o brasileiro montou até seu 'Dream Team", com uma seleção de craques. Confira!

2017-12-23-Real Madrid-Marcelo-Cristiano Ronaldo
(Foto: Getty Images)

Início de carreira

Ao entrar no Real Madrid, Marcelo teve a ajuda de ex-jogadores, que estavam defendendo o time na mesma época, como Ronaldo, Roberto Carlos, Júlio Baptista, Cicinho, Robinho e Emerson. Ele diz que todos o ajudaram bastante no time, e acrescenta: “A falta de brasileiros no time hoje não dificulta nada. Graças à Deus tenho uma boa relação com os espanhóis”.

Família

Ser jogador dentro de campo, e pai de família fora de campo. Situações que demandam muito foco e paciência. Ainda sim, Marcelo foi escolhido pela FIFA como o melhor jogador do mundo em sua posição. “A gente tem obrigações dentro de casa, tem que cuidar do corpo, tem que jogar , aguentar a pressão. Tem que ganhar, tem que ser exemplo”. E garante: “Esse prêmio é meu e da minha família. Eles estão sempre comigo. Se tudo está bem fora de campo, dentro de campo também está”.

Dream Team

Ao ser questionado sobre montar um time dos sonhos, apenas com jogadores nos quais Marcelo já jogou, e a escalação não foi nada básica. Júlio Cesar; Dani Alves, Thiago Silva, Sérgio Ramos, Roberto Carlos; Casemiro, Luka Modric, Ozil, Zizou (Zidane); Cristiano Ronaldo e Neymar. E aí, encara esse?!

Partida mais difícil de sua carreira

O elegido por Marcelo foi contra o Atlético de Madrid, na final da Champions League de 2015-16, no qual o Real Madrid foi campeão nos pênaltis. “Um jogo pegado, porrada pra todo lado, medo de eles fazerem gol, eles empataram, foi uma loucura. Quando terminou os pênaltis, saí correndo para abraçar minha família” desabafa o camisa 12.

Próximo artigo:
Sergio Ramos deixa a seleção da Espanha após lesão na virilha
Próximo artigo:
Real Madrid não libera Vinicius Jr. para o Sul-Americano
Próximo artigo:
Modric: "2018 foi o melhor ano da minha carreira com ou sem o Ballon d'Or"
Próximo artigo:
Na Espanha, De Gea segue no centro das atenções
Próximo artigo:
Arsène Wenger está "frustrado" após deixar o Arsenal: "Sou um competidor"
Fechar