Alisson se agiganta e Liverpool dá choque de realidade no Arsenal

Comentários()
Os Reds venceram por 3 a 1 em duelo marcado também pela excelente exibição do goleiro brasileiro; pior para Lacazette

Os dois últimos duelos entre Liverpool e Arsenal, anteriores a este válido pela terceira rodada da Premier League 20-21, não reservaram boas memórias aos Reds. Mais recentemente os Gunners levaram a melhor nos pênaltis e ficaram com o troféu da Supercopa da Inglaterra, enquanto em julho a equipe londrina venceu os comandados de Jurgen Klopp por 2 a 1 e acabaram com as chances de o já então campeão inglês alcançar o recorde de 100 pontos estipulado, anos antes, pelo Manchester City.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Se o Liverpool ficou frustrado com estes revezes, no Arsenal a expectativa com o trabalho do técnico Mikel Arteta só aumentou neste período. Mas, apesar dos bons resultados, os Gunners também vinham contando com o fator sorte. Em sua coluna escrita para o The Guardian, o jornalista Jonathan Wilson destacou que nos últimos 22 jogos de Premier League sob o comando de Arteta os londrinos somaram nove pontos a mais do que era esperado levando em conta as estatísticas. Ou seja: o Arsenal teve o seu lado sortudo, mas também provou ser muito eficiente quando teve suas chances.

Foi assim na vitória por 2 a 1 em julho, que acabou com a chance de o Liverpool alcançar os 100 pontos na última temporada. Naquele duelo o Arsenal não criou muito, ficou aliviado pelos Reds terem desperdiçado um bom número de oportunidades e foram eficientes ao máximo quando foi preciso. Erros pouco habituais de Van Dijk e Alisson deram, respectivamente, a Lacazette e Reiss Nelson a possibilidade de estufarem as redes. E eles não perdoaram.

Neste novo encontro, contudo, se Nelson sequer entrou em campo Lacazette teve as chances de dar um destino melhor aos Gunners... mas desta vez parou em Alisson.

O atacante francês até chegou a abrir o placar, aproveitando erro do lateral Robertson e finalizando de maneira atabalhoada, mas enquanto o time de Klopp empatava e virava – gols de Mané e Robertson, que se redimiu da falha anterior – Lacazette desperdiçou duas chances claríssimas quando esteve frente a frente de Alisson. O arqueiro brasileiro se agigantou e segue a mostrar por que é um dos melhores do mundo em sua posição: erros como o cometido em julho, justo contra os Gunners, são raríssimos. O camisa 1 da seleção brasileira continua a decidir jogos pelo seu clube, como já havia feito nas campanhas recentes de títulos da Champions e Premier League.

Na reta final do jogo, Diogo Jota, uma das novidades do Liverpool para esta temporada, ainda acertou um belo chute para marcar o 3 a 1 para os Reds, que desta vez viram o desempenho contra o Arsenal se refletir no placar final e seguem dando mostras de que venderão muito caro a defesa do título inglês. Enquanto isso, a equipe de Arteta, que era só otimismo antes do encontro, se vê em um choque de realidade: o time melhorou muito e passa mais confiança sob o comando do espanhol, mas título de Premier League hoje parece mais sonho do que um objetivo palpável.

Fechar