A pressão do clássico sobre Roger

Comentários()
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Mesmo classificado no estadual, a torcida palmeirense não irá amolecer nas cobranças do choque-rei

O tabu de 10 anos sem perder para o São Paulo tem muito valor para qualquer torcedor alviverde, que vem cobrando um melhor desempenho da equipe, que está quatro jogos sem vitórias no Paulistão. Diante desse cenário, o técnico Roger Machado sente a pressão aumentar, principalmente após a derrota no clássico contra o Corinthians, por 2 a 0 em Itaquera.

Willian Bigode Junior Palmeiras Copa Libertadores 01032018
(Foto: RAUL ARBOLEDA/AFP/Getty Images)

Para piorar, na última segunda-feira, o treinador escalou um time misto para enfrentar o São Caetano no Allianz Parque e placar final foi de 1 a 0 para o time do interior.

Ainda que vaiado e criticado, o técnico não se abala e demonstra que tem consciência de que nesta quinta-feira a cobrança será ainda maior. Mesmo com uma boa vitória na estreia da Libertadores, por 3 a 0 contra Junior Barranquila, a má fase do campeonato paulista está assombrando o gaúcho de 42 anos.

Segundo o volante Bruno Henrique, não há motivos para o elenco se desesperar para o clássico estadual.

“Nós estamos em primeiro, somos o melhor time do Paulista. Não tem de criar muita coisa, sabemos onde erramos, mas estamos fazendo muita coisa boa”, declarou o camisa 19, autor de dois gols no jogo contra os colombianos.

Com a maior média de público pagante no Brasil e com a recente renovação de contrato do camisa 7, Dudu, o Palmeiras goza de uma torcida e elenco de grande respeito. Roger ainda tem muito trabalho para mostrar.

Fechar