Uruguai é a equipe que percorreu a maior distância na Rússia

Comentários()
Divulgação AUF
Celeste percorreu longas distâncias para as suas partidas na fase de grupos da Copa do Mundo

banner Copa 2018

As distâncias percorridas pelas seleções durante a Copa do Mundo se transformaram em grandes preocupações para as equipes que se garantiram nas quartas de final.  

Isso porque em um país grande como a Rússia e com as diversas sedes espalhadas pelo seu território fazem com que algumas equipes façam grandes deslocamentos em poucos períodos de tempo, deixando os atletas ainda mais cansados.  

E se em 2014 no Brasil os deslocamentos foram um problema para a seleção uruguaia, em 2018 a situação vem se repetindo. Na Copa do Brasil o Uruguai se estabeleceu em Sete Lagoas (70km de Belo Horizonte) e somente na primeira fase teve que viajar para Fortaleza (norte), São Paulo (sudeste) e Natal (Norte).  

Assim, a Celeste foi a equipe que mais se deslocou na fase de grupos, enquanto nas oitavas de final, quando foi eliminada pela Colômbia, foi até o Rio de Janeiro. 

 Uruguai SuárezFoto: Divulgação AUF

Algo semelhante está acontecendo na Rússia. Celeste está em Nizhny Novgorod (cerca de 420 quilômetros de Moscou) e de lá já jogou em Ecaterimburgo (leste 1.340 km), depois para Rostov (sul, 1.280km), para Samara (sudeste, 675km) e mais tarde para Sochi (1760km) para jogar as oitavas de final. Nas quartas retornou para Nizhny Novgorod onde a delegação está hospedada e onde irá atuar contra a França na sexta-feira. 

Assim como no Brasil, o Uruguai foi o time que percorreu o maior número de quilômetros na fase de grupos, situação que pode acabar pesando nas fases eliminatórias, onde o descanso é essencial para a recuperação de atletas.  

Fechar