São Paulo desafia retrospecto recente desastroso contra argentinos para evitar novo vexame

Comentários()
Tricolor do Morumbi enfrenta o Lanús na segunda fase da Sul-Americana após eliminação precoce na Libertadores

Eliminado da Libertadores na fase de grupos, o São Paulo agora disputará a Copa Sul-Americana, último torneio vencido pelo clube, em 2012. Para conquistar o bicampeonato e quebrar o jejum de oito anos sem conquistas, o Tricolor terá que superar outro retrospecto ruim: a "má-fase" contra os times argentinos.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Desde a vitória no Morumbi por 2 a 0 contra o Tigre, da Argentina, a sequência de jogos do São Paulo contra argentinos não é favorável ao Tricolor. Pior ainda, o time do Mormubi acumula vexames históricos contra equipes de menos expessão como Defensa y Justicia, Colón e Talleres.

No retrospecto contra argentinos desde o último título são apenas quatro vitórias tricolores em 16 partidas, com sete empates e cinco derrotas.

Logo em 2013, os primeiros confrontos do São Paulo contra times argentinos pós-título da Sul-Americana não deram alegrias aos torcedores. O Tricolor enfrentou o Arsenal de Sarandí na fase de grupos da Libertadores daquele ano e não conseguiu vencer: empate por 1 a 1 no Morumbi e derrota por 2 a 1 na Argentina.

Dois anos mais tarde, foi a vez do São Paulo enfrentar o San Lorenzo na fase de grupos da Libertadores. Embora tenha vencido o time do Papa Francisco no Morumbi por 1 a 0, gol nos minutos finais de Michel Bastos, o Tricolor perdeu fora de casa pelo mesmo placar.

Novamente, dois anos se passaram até o Tricolor enfrentar outro argentino, mais uma vez na fase de grupos da Libertadores. Contra o River Plate, o São Paulo conseguiu resultados favoráveis nos dois jogos: empate por 1 a 1 no Monumental de Núñez e vitória são paulina no Morumbi por 2 a 1, com dois gols de Calleri.

Em 2017, a sequência de vexames começou. Na primeira fase da Sul-Americana, o São Paulo enfrentou o Defensa y Justicia, que fazia sua primeira participação em um torneio continental naquele ano. Após o empate sem gols na Argentina, o Tricolor não conseguiu superar os adversários e o empate por 1 a 1 no Morumbi eliminou o time de Rogério Ceni.

No ano seguinte, mais uma vez na primeira fase da Sul-Americana, o São Paulo se redimiu com o torcedor, depois de eliminar o Rosário Central (0 a 0 na Argentina e 1 a 0 no Morumbi). Porém, na fase seguinte, veio o Colón e eliminou o Tricolor. No jogo de ida, no Morumbi, os argentino venceram por 1 a 0, placar devolvido pelo São Paulo na volta. Derrota nos pênaltis por 5 a 3.

Na Libertadores de 2019, outro grande vexame. Eliminação para o Talleres em pleno Morumbi ainda na pré-Libertadores. Os argentinos venceram o primeiro confronto por 2 a 0 e seguraram o empate sem gols na casa são paulina.

Mais artigos abaixo

Por fim, neste ano, o Tricolor novamente encarou o River Plate na fase de grupos da Libertadores e, diferentemente de 2017, não conseguiu vencer. Empate no Morumbi por 2 a 2, com dois gols contra dos argentinos, e derrota por 2 a 1 na Argentina.

Será a primeira vez que São Paulo e Lanús se enfrentarão. É o duelo entre o campeão da Sul-Americana de 2012 contra o campeão da Sul-Americana de 2013. Vale lembrar que o Lanús chegou na final da Libertadores de 2017, feito que o Tricolor não consegue desde 2006. Mais uma pedra no caminho do time do Morumbi.

Fechar