Quantos milhões o Vasco perde com novo rebaixamento? Quais jogadores vão sair do clube?

Última atualização

O Vasco ainda não está matematicamente rebaixado, mas o cenário para se manter na elite do futebol brasileiro é difícil. Diante disso, a diretoria cruz-maltina já se prepara para a próxima temporada  em uma realidade de Série B.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

O choro e desespero dos jogadores após o empate com o Corinthians, na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro já deixou claro o cenário improvável que o Vasco precisa para se manter na Série A. Além da vitória diante do Goiás e da derrota do Fortaleza para o Fluminense, o Cruz-maltino ainda precisaria tirar um saldo de 12 gols em relação ao time cearense que, nos critérios de desempate, seria rebaixado no lugar dos cariocas.

Enquanto ainda aguarda a decisão do STJD sobre a derrota diante do Internacional, a diretoria vascaína já se prepara para o pior: o quarto rebaixamento do time na história. Depois de uma longa reunião, revelada pelo GE.com, os mandatários do Vasco já tem parte dos planos para a próxima temporada, que deve ter uma grande queda de rendimento financeiro para o clube.

Quantos milhões o Vasco perde com novo rebaixamento?

Foto: Getty Images

As previsões do clube, conforme revelou o GE.com, são de perdas financeiras que variam em cerca de R$ 100 milhões de reais, entre cotas de TV e outras variáveis, que incluem, principalmente, baixas nos planos de sócio-torcedor. 

Do valor previsto para a queda de receita, cerca de R$ 80 milhões, de acordo com o próprio Vasco, são referentes às cotas de TV, pagas pela Rede Globo. Jogando a Série A, o Cruz-maltino recebe valores referentes aos contratos de TV aberta, fechada e pay-per-view, sendo que, conforme previsto em contrato, apenas o último se mantém em caso de rebaixamento. 

Assim, dos ganhos que antes estavam entre R$ 110 milhões e R$ 120 milhões, o Vasco só vai manter R$ 30 milhões - e mais R$ 5 milhões pelo acordo do Campeonato Carioca, segundo o Uol. Além disso, o clube ainda deixa de receber os valores de premiação do Brasileirão, destinados aos times que permanencem na Série A para a temporada seguinte.

Este novo cenário financeiro obrigaria o Vasco a passar por uma readequação, que pressupõe um corte de gastos. A primeira medida que o Vasco deve adotar é encaminhar a saída de alguns jogadores, principalmente os que têm contratos mais curtos com o clube. Segundo o Uol, os primeiros a deixar o elenco são os que têm vínculo apenas até o meio deste ano. 

Quais jogadores vão sair do clube? 

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Ygor Catatau e Marcelo Alves são dois dos que têm contrato mais perto de acabar, com validade apenas até 28 de fevereiro. Mesmo com salários baixos, os dois devem ser dispensados pelo clube. Os dois até são utilizados com certa frequência, mas suas posições - ataque e zaga, respectivamente - contam com outros nomes que não devem entrar na barca ainda.

Com contratos até o final de  junho, os argentinos Martín Benítez e Léo Gil também estão praticamente descartados, especialmente por terem salários altos. No caso do meia, o Vasco não tem os direitos e precisaria desembolsar um bom dinheiro para comprá-los, já o volante não vem agradando dentro do clube. 

Os próximos na lista, segundo o Uol, são os laterais-esquerdos Neto Borges e Henrique. O primeiro, emprestado do Genk, da Bélgica, só tem vínculo até o fim de julho e o segundo até o começo de agosto.

"Furando a fila" está o colbiano Gustavo Torres, que está emprestado do Atlético Nacional. Mesmo tendo contrato até o final de 2021, o atacante não se firmou na equipe e está encostado desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo. A ideia, neste caso, é chegar a um acordo amigável para a devolução do jogador ao seu clube de origem. 

Aqueles que têm contratos mais longos não devem deixar o clube ainda, principalmente por conta das multas estipuladas em contrato. Alguns casos, de jogadores com salários mais altos, como Fernando Miguel, Werley e Leandro Castán, devem ser analisados individualmente.

O Vasco ainda não sabe quem será o treinador para a temporada que vem. Luxemburgo vai deixar o comando do time após o término do Campeonato Brasileiro e o novo nome ainda não foi escolhido pela diretoria.

O último jogo pelo Brasileirão 2020 será nesta quinta-feira (25), às 21h30 (de Brasília), contra o já rebaixado Goiás, em casa. As chances de queda para os cariocas, segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, são de 99%.