Presidente da Uefa ataca "cobras" da Superliga e promete banir jogadores que disputarem novo torneio

Alexander Ceferin insiste que a Liga dos Campeões seguirá com ou sem os clubes fundadores da nova competição europeia

O presidente da Uefa, Alexander Ceferin, prometeu punir os participantes da Superliga e diz que todos os jogadores dos clubes envolvidos "serão banidos da Copa do Mundo e da Euro". O anúncio de uma nova competição europeia, que esvaziaria a Liga dos Campeões de alguns de seus participantes mais tradicionais, enfrentou forte oposição desde seu anúncio.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

A Uefa se manifestou completamente oposta ao torneio, com Ceferin apelando ao "mundo do futebol" para se levantar contra o que ele classificou como "plano cínico" que ameaça causar grandes divisões nas principais ligas do continente. O mandatário também chamou de "cobras" os presidentes e donos dos clubes que encabeçam esta nova liga.

"Não posso salientar mais fortemente como todos estão unidos contra essas propostas vergonhosas e egoístas, alimentadas pela ganância acima de tudo", afirmou Ceferin ao anunciar o novo formato da Liga dos Campeões - ofuscado pela criação da Superliga. Ganância também foi o termo utilizado por Gary Neville ao criticar o torneio elitista. O ex-jogador inglês é uma das principais vozes contrárias à competição.

“Estamos todos unidos contra esse absurdo de projeto. Plano cínico, totalmente contra o que o futebol deveria ser. Não podemos e não vamos permitir que isso mude. Os jogadores que atuarem em times que eventualmente participarem desta liga fechada serão banidos da Copa do Mundo e da Euro. Pedimos a todos que se mantenham firmes, pois fazemos tudo ao nosso alcance para garantir que isso nunca acabe em realidade."

"Não sabia que haviam cobras próximas a nós, mas agora todos sabemos", disse Ceferin em clara referência a Andrea Agnelli, presidente da Juventus, e Ed Woodward, diretor executivo do Manchester United, dois dos principais organizadores da Superliga Europeia.

O mandatário da Uefa criticou os dois citados pois lhe disseram uma coisa e acabaram fazendo outra.

"Ed Woodward me ligou na quinta-feira passada, dizendo que estava muito satisfeito com as reformas e que as apoia totalmente. Obviamente ele já assinou outra coisa. [Agnelli é] provavelmente a maior decepção de todas. Não quero ser muito pessoal, mas nunca vi uma pessoa que mentisse tantas vezes com tanta persistência quanto ele. Falei com ele no sábado e ele disse isso eram apenas boatos, nada acontecendo. Então ele desligou o telefone.É sempre bom saber na vida, quem é quem".

Fechar