Palmeiras, base, Estevão WillianFabio Menotti / Palmeiras

Messinho terá multa de cerca de €50 milhões para o exterior no Palmeiras

Palmeiras e Estevão Willian, conhecido como 'Messinho', ajustaram, na última quarta-feira (7), os termos para que o atacante firme o primeiro vínculo profissional com o clube. No acordo, ficou determinado que o jovem terá multa rescisória de cerca de 50 milhões de euros (R$ 279,61 milhões na cotação atual) para o exterior, como soube a GOAL.

Quer começar a fazer apostas em esportes? Use o código de bônus bet365

O valor imposto em cláusula é para evitar que os interessados do exterior tirem o jovem com facilidade da Academia de Futebol. Os termos foram decididos em comum acordo entre o estafe do atleta e a presidente Leila Pereira, mas só entrarão em vigor a partir de 24 de abril de 2023, quando ele completará 16 anos.

Mais artigos abaixo

A princípio, a ideia palmeirense era que ele tivesse multa rescisória semelhante à de Endrick, que está avaliada em 60 milhões de euros (R$ 335,53 milhões) — foi sugerido um valor até maior que esse. Os números, todavia, foram descartados pelas partes posteriormente, e a multa ficou definida em cerca de 50 milhões de euros.


O Palmeiras ficará com 80% dos direitos econômicos do jogador, enquanto os familiares dele permanecerão com 20% dos direitos econômicos.

Estevão Willian, de apenas 15 anos, assinará contrato até 24 de abril de 2026 — a Fifa permite que o primeiro contrato profissional tenha duração máxima de 36 meses. Ele chegou ao Verdão em maio de 2021, depois de deixar o Cruzeiro.

O garoto já recebeu algumas consultas no mercado da bola, em que pese a idade. O Paris Saint-Germain apresentou uma proposta para ter preferência de compra dele e de Endrick recentemente, mas não chegou a um acordo com o Palmeiras.

Além do PSG, o Arsenal e o Barcelona monitoram a situação de Messinho. Britânicos e catalães avaliam a possibilidade de enviar uma proposta no futuro. O Barça, contudo, é o principal interessado neste momento.

Publicidade