Manchester City e Gabriel Jesus dão felicidades a Guardiola, preocupado com o Barcelona

O técnico catalão fez questão de celebrar o "brilhante" brasileiro após mais uma vitória e não deixou de falar sobre a crise institucional do Barça

O Manchester City venceu. Esta frase poderia ser copiada e colada (no famoso comando “Ctrl C + Ctrl V” das teclas de computador) para os últimos 21 jogos disputados pela equipe inglesa, considerando todas as competições. Já é um recorde histórico para clubes da Terra da Rainha. A vítima da vez foi o Wolverhampton, no duelo válido pela 29ª rodada da Premier League. O mais novo triunfo, conquistado no Etihad Stadium, deixa os Citizens com 65 pontos – 15 de vantagem em relação ao United, segundo colocado que entra em campo nesta quarta-feira (03).

Apesar da goleada por 4 a 1, e da ampla superioridade que o time de Guardiola teve com a bola no pé, a vitória não foi tão fácil quanto a visão a olho frio sugere. Os donos da casa abriram o placar no primeiro tempo, com Leander Dendoncker fazendo contra após cruzamento de Mahrez, mas o Wolverhampton conseguiu o empate na metade do segundo tempo, através de Conor Coady, e se animou para os minutos seguintes. Quem apareceu para garantir mais uma vitória, e a manutenção desta incrível sequência de triunfos consecutivos, foi Gabriel Jesus.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

O brasileiro recolocou o City na frente, fazendo o 2 a 1, no minuto 80 e transformou a vitória em goleada, já nos acréscimos, ao voltar a estufar as redes pouco depois de Mahrez ter anotado o terceiro. Uma noite importante para o atacante revelado pelo Palmeiras, que apesar de toda sua entrega ainda precisa mostrar um faro de gols melhor na hora de definir as jogadas. A excelente exibição contra os Wolves arrancou grandes elogios do técnico Pep Guardiola, que não escondeu a felicidade pela exibição de sua equipe.

“Vocês não podem imaginar o quão feliz nós ficamos quando ele (Gabriel Jesus) faz gol. Vocês não imaginam quantas coisas ele faz pela equipe, coisas que as pessoas não têm noção. Ele marcou duas vezes e nos ajudou com muita intensidade e colocando pressão. Dá prazer de ver esse cara. Nós sabemos as estatísticas, e ele não está sob os holofotes, mas o que ele faz é incrível. Hoje ele marcou dois gols e isso é muito bom para ele e para o time”, disse Guardiola em sua entrevista coletiva, antes de completar.

Gabriel Jesus Manchester City Wolves 2020-21 (Foto: Getty Images)

“Os atacantes vivem para o gol, é claro, mas olhem também para as assistências (foram 3 até o momento). Ele tem sido brilhante durante toda a temporada”, elogiou o catalão.

Vitória, liderança e prazer em ver Gabriel Jesus decidindo. Esportivamente é possível imaginar que as coisas estejam perfeitas para Guardiola, mas o comandante não escondeu a tristeza ao ter que responder a uma pergunta sobre o momento institucional do Barcelona, clube com o qual possui ligação umbilical, que nos últimos dias viu Josep Maria Bartomeu, que até pouco tempo era presidente do clube até precisar renunciar, ser preso. A esperança de Pep é de ver dias melhores no que ele classificou como “melhor clube do mundo”.

“É uma situação desconfortável, mas espero que tudo termine bem”, disse. "A única coisa que me preocupa é que teremos um novo presidente daqui uma semana. É uma situação difícil para o Barcelona, mas quem chegar terá que ter coragem de liderar nos próximos anos. É preciso que o máximo de pessoas votem para conduzir o melhor clube do mundo. Eu tenho certeza que eles voltarão mais fortes, e que o novo presidente vai precisar liderar passando confiança, unindo os torcedores e fazer deles o clube que eles são. Estou ansioso pela eleição e espero que o novo presidente seja bom”, completou Guardiola, que foi gandula, jogador e treinador dos Blaugrana.

Fechar