José Mourinho: esperou pelo Tottenham em março, agora espera pelo Real Madrid

Comentários()
Getty Images
De olho na situação de Zidane, treinador português sonha alto: quer uma nova oportunidade no clube merengue

Parado desde dezembro do ano passado, quando foi demitido do Manchester United, José Mourinho não vê a hora de voltar ao dia a dia do futebol. Mas não quer assumir qualquer projeto. Sonha alto. O treinador português aguarda a queda de Zinedine Zidane para, quem sabe, ter a oportunidade de trabalhar novamente no Real Madrid.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Em recente conversa com pessoas próximas, Mourinho, sabe a Goal, revelou que a sua primeira opção é o Real, onde trabalhou entre 2010 e 2013. Por isso, rejeitou alguns convites nos últimos meses, entre eles de Monaco, Lille, Wolfsburg, Schalke 04, Roma, Milan e Sporting. Também não quis nem sequer conversar com dois interessados do futebol chinês.

O clube espanhol, no entanto, não estava nos planos do português em março, quando Santiago Solari foi dispensado. Na ocasião, tinha a cabeça voltada quase que exclusivamente para o Tottenham, porque acreditava que Mauricio Pochettino pudesse ser o nome escolhido por Florentino Pérez nos merengues. Assumir os Spurs e ficar em Londres, onde tem residência, seria o cenário ideal.

Pochettino acabou por ficar no Tottenham, Zidane retornou ao Real Madrid e Mourinho, então sem pressa naquele momento, decidiu que só voltaria a trabalhar caso viesse a surgir o convite de três clubes em especial: Bayern de Munique, Juventus e PSG. No fim, nenhum deles chegou a procurá-lo. 

Campeão da La Liga 2011/12, da Copa do Rei 2010/11 e da Supertaça da Espanha 2012 com o Real, José Mourinho nutre até hoje um bom relacionamento com o presidente Florentino Pérez, com quem conversou algumas vezes por telefone nos últimos meses. Por outro lado, não é visto com bons olhos por parte da diretoria merengue.

Mais artigos abaixo

Um eventual regresso do português para o Santiago Bernabéu depende, acima de tudo, pelo desempenho do time comandado por Zidane até o dia 26 de outubro. Neste período, serão disputados seis jogos importantes, sendo três deles de enorme pressão: contra os rivais Atlético de Madrid e Barcelona, ambos fora de casa, pela La Liga, e o Galatasaray, também fora, pela Liga dos Campeões. 

Aos 56 anos, José Mourinho atualmente é comentarista da Sky Sports, mas, ao mesmo tempo, viaja pela Europa para estudar. Tem acompanhado com frequência, por exemplo, a Fórmula 1, pois acredita que o marketing da modalidade merece ser copiado por outros esportes.

Fechar