Gerard Piqué pode ser punido após dizer que árbitros favorecem Real Madrid

Zagueiro do clube catalão pode pegar gancho de até 12 partidas e multa de 3 mil euros se por sancionado pela RFEF

A relação entre Gerard Piqué e o Real Madrid nunca foi amistosa. O zagueiro sempre deixou claro que não gosta do clube merengue e sempre que pode, provoca o maior rival do Barcelona. Em uma dessas provocações, o catalão comentou um possível favorecimento da arbitragem espanhola à equipe da capital e poderá ser punido por tais declarações.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Em entrevista ao YouTuber DJ Mariio, Piqué reclamou de uma possível interferência da arbitragem em jogos do Real Madrid e do Barcelona, em especial na temporada 2019/20.

"A última La Liga foi a coisa mais grotesca que vivi na minha vida. Se compararmos [Real] Madrid e Barça há muita diferença. "Outro dia houve declarações de um antigo árbitro, Iturralde González, se não me engano, que disse que 85% dos árbitros são madrilenhos. Apitam a favor do Madrid? Mesmo que seja inconscientemente, como eles não vão atirar mais de um lado do que do outro?".

Piqué ainda afirmou que "respeita o trabalho" dos árbitros e que está convecido de que "sempre tentam fazer o melhor possível". Mesmo com tais declarações, o Departamento de Integridade da RFEF (Federação Espanhola de Futebol) decidiu abrir um processo contra o zagueiro.

Segundo o artigo 100 do Código Disciplinar da RFEF, a realização de manifestações que questionem a honestidade e imparcialidade de qualquer membro da equipe de arbitragem pode levar à punição de quatro a doze partidas e multa financeira de 601 a 3.005,06 euros (3,9 mil a 19,6 mil reais). O Departamento de Integridade irá avaliar as falas e terá que decidir se vai ou não sancionar o defensor do Barça.

O zagueiro catalão segue como desfalque da equipe de Ronald Koeman. Piqué sofreu uma torção de grau 3 na derrota do Barcelona para o Atlético de Madrid ainda no fim de novembro de 2020. Felizmente, não houve necessidade de cirurgia, mas o defensor segue sem previsão para voltar aos gramados.

Fechar