Flamengo evita o nome de Jorge Jesus e foca no Brasileirão; Ceni será avaliado, mas vem agradando

Diretoria "foge" do português e não debate possível volta neste momento

A complicada situação de Jorge Jesus no Benfica não é pauta no Flamengo, pelo menos neste momento. A diretoria Rubro-Negra se concentra na reta final do Campeonato Brasileiro e evita tocar no nome treinador que se consagrou no clube na temporada 2019. 

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Independentemente da conquista ou não o título brasileiro diante do São Paulo, nesta quinta-feira (24), a diretoria vai se reunir na próxima semana para fazer uma avaliação mais profunda da temporada. O trabalho de Rogério Ceni agrada e, mesmo que perca a taça, há grandes chances de que ele permaneça no cargo. 

No início do ano, Ceni quase foi demitido e só se manteve no cargo por falta de opção no mercado. O Flamengo, que não te um auxiliar na comissão técnica fixa do clube, não queria trazer um técnico "tampão" apenas para terminar o Campeonato Brasileiro e decidiu seguir apostando em Rogério. 

Os tropeços dos principais rivais recolocaram o Flamengo na briga pelo título e deram novo fôlego a Ceni, que vive agora a expectativa de faturar o primeiro grande título da carreira como treinador. O comandante, no entanto, ainda não conseguiu conquistar boa parte da torcida e recebe muitas críticas nas redes sociais.

Ceni e Arrascaeta Flamengo Internacional Brasileirão 21022021

Tudo isso se mistura com a péssima fase de Jorge Jesus no Benfica e as constantes especulações de sua saída. O treinador, no entanto, garante que não deixará o clube. Segundo apuração da Goal , também é díficil que ele seja demitido antes do final da temporada. 

Nesta quarta-feira (24), Jesus disse que não sairá e que não se sente responsável pela crise que vive o Benfica. Ele citou os problemas com a Covid-19 enfrentados pelo plantel - ele mesmo também chegou a contrair a doença recentemente.

"Não vou sair por pé nenhum, pois não me sinto responsável por esta crise do Benfica, nem eu nem os jogadores. Esta crise do Benfica não tem nada a ver comigo, pois eu não treinava os jogadores, não tem nada a ver com eles.

"Disseram que os meus jogadores não corriam. Não suavam como? Eles estavam doentes, vinham de uma doença que ninguém controla. Teve 12 atletas de fora com covid. A equipe técnica teve várias sessões de trabalho que não deu a equipe". 

Publicamente, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, evita falar sobre o futuro de Ceni mas sempre frisa que hoje ele é o treinador. O comandante, ainda passará por uma avaliação ao término da temporada, mas goza de bom prestígio interno.

Mais artigos abaixo

O fato dele não ter sequer ouvido o São Paulo após a saída de Fernando Diniz, mesmo vivendo momento conturbado no Flamengo, foi bastante elogiado. Internamente, Ceni deixou claro que seu desejo era seguir no Flmengo e cumprir seu contrato. Recentemente, seu nome também entrou em pauta no Atlético-MG, que encerrou o vínculo com Jorge Sampaoli.

O Flamengo encara o São Paulo nesta quinta-feira (25), às 21h30, no Morumbi. Em caso de vitória, Rogério Ceni vai faturar o Brasileirão justamente onde se tornou o maior ídolo da história do time Tricolor

Fechar