Exclusivo! Hernanes exalta torcida do São Paulo e diz esperar manter alto rendimento para conseguir vaga na Seleção

Comentários
Em entrega do prêmio Goal Brasil 2017, meia ainda falou sobre volta por cima sua e do Tricolor e ressaltou que erros de 2017 não podem mais se repetir


GOAL Por Fernando H. Ahuvia e Rodrigo Hoschett

Se tem um jogador que pode se considerar um dos grandes responsáveis pela recuperação do São Paulo no Campeonato Brasileiro, este é Hernanes. Sete anos depois de ter se transferido para a Lazio, da Itália, o Profeta voltou ao Tricolor em julho deste ano já mostrando logo de cara sua importância ao se tornar a principal referência da equipe que conseguiu se livrar do fantasma do rebaixamento, mantendo intacto o lema de sua torcida de que “time grande não cai”.

Por isso, o camisa 15, ganhador do Prêmio Goal Brasil 2017 como um dos melhores meias do Campeonato Brasileiro, tem a certeza de que estava preparado para assumir tamanha responsabilidade na equipe comandada por Dorival Júnior.

“Realmente foi muito surpreendente (o desempenho), mas não foi por acaso. Quando estava na China, vinha me preparando. Estava muito motivado, esperando uma oportunidade e aí apareceu o São Paulo, que é o clube do coração. Cheguei já me sentindo em casa, as coisas foram dando certo, conseguimos emplacar e ter uma retomada no campeonato. Estava preparado para enfrentar esse novo desafio”, afirmou o capitão do Tricolor em entrevista exclusiva à Goal Brasil.

Hernanes Sao Paulo Cruzeiro Brasileirao Serie A 13082017
(Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC/Divulgação)

Foram 19 jogos desde o seu retorno e a surpresa com a fase mais artilheira da carreira. Hernanes balançou as redes nove vezes e o repertório de cada um desses gols foi variado: pé direito, pé esquerdo, cabeça, peito, falta e pênalti. Além do mais, o ídolo são-paulino ainda deu três assistências, fez 31 desarmes e chutou 23 vezes a gol.

“Não esperava fazer tantos (gols). Sou um finalizador nato, então queria colocar essa minha qualidade em prática e as coisas foram dando certo. Graças a Deus consegui fazer bastantes gols e ajudar a equipe nessa retomada. Tudo muito sensacional”, disse.

Hernanes PS - 2017 - São Paulo - 6/12/2017

Hernanes também faz questão de ressaltar que assim como ajudou o São Paulo a sair dessa situação difícil no Brasileirão, o clube do Morumbi também foi fundamental para que ele voltasse a brilhar dentro dos gramados depois de um período em baixa na Juventus, da Itália, e no futebol chinês.

“Acredito que um (precisava) do outro. O mais interessante a ressaltar é que quando chegou a oportunidade até falei assim: ‘Poxa, será que eu vou ter condições realmente de ajudar o São Paulo?’. Mas aceitei o desafio e acabou dando certo, então acho que um precisava do outro.”, comentou.

A torcida, que lotou o Morumbi e o Pacaembu ao longo de 2017, também foi exaltada pelo Profeta. “Já falei, parabenizei e agradeci inúmeras vezes o torcedor porque o que eles fizeram foi realmente algo extraordinário. Foi muito bacana. O futebol sem o público é um pouco sem graça, então quando ele comparece e do jeito que foi o torcedor do São Paulo... Realmente nos deu um gás e uma energia extra para que a gente tivesse uma retomada”, discursou.

Agora, todos os são-paulinos esperam que 2018 seja bem diferente de 2017. Para isso, na avaliação de Hernanes, é preciso, antes de tudo, manter uma base da equipe para não precisar montar o elenco mais uma vez durante as competições.

“Essa é uma lição que tem que ser aprendida. Sabemos que isso é uma das coisas mais importantes a não ser feita, porque o futebol requer um tempo de adaptação e se não manter uma base é difícil ter resultado. Tem que fazer um esforço para que a base seja mantida e assim seja possível dar continuidade ao trabalho deste ano”, declarou.

Hernanes PS - São Paulo - 6/12/2017

Ainda sem saber qual será o seu futuro após o fim do empréstimo em julho, Hernanes só pensa por enquanto em manter o alto rendimento no primeiro semestre da próxima temporada para conseguir uma vaga na Seleção Brasileira e consequentemente disputar mais uma Copa do Mundo.

“Gostaria de poder continuar jogando bem e em alta performance no ano que vem, junto com meus companheiros, para que continue chamando a atenção da galera e também do Tite. Esse é o objetivo que tenho guardado muito firmemente. Agora é me preparar para fazer um bom primeiro semestre para conseguir uma vaguinha”, finalizou.

Próximo artigo:
Neymar levanta primeira taça como capitão da Seleção Brasileira
Próximo artigo:
Brasil sofre com “maldição nas faltas” mesmo com os melhores batedores
Próximo artigo:
Corinthians x Cruzeiro: Quem leva vantagem no histórico geral e em mata-matas?
Próximo artigo:
Dupla inédita, nova era para Neymar e as cinco lições de Brasil x Argentina
Próximo artigo:
Barrado! Cruzeiro tem pedido negado por liberação de Sassá contra o Corinthians
Fechar