Exclusivo: Barcelona já começou a conversar com Roberto Martínez, técnico da Bélgica

Última atualização
Getty Images

O Barcelona já se movimenta no caminho de sacar Ronald Koeman e anunciar um novo treinador. Só falta definir quem será este novo nome e quando ele poderá assumir o time.

Vários são os candidatos, mas a preferência da diretoria é Roberto Martínez. Xavi Hernández, ex-jogador e eterno ídolo blaugrana, também está no radar, mas o comandante da seleção belga é, segundo apurado pela Goal, o favorito do presidente Joan Laporta – que inclusive já pensava em contratá-lo antes das eleições presidenciais realizadas em março.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

O Barcelona já fez contatos com Roberto, ainda que tais conversas tenham sido muito mais sondagens do que negociações. O vínculo do técnico espanhol com figuras do Barça é estreito há alguns anos, inclusive com relações de cunho pessoal com Jordi Cruyff, de quem é padrinho de uma de suas filhas ao passo em que Jordi também é padrinho de um de seus filhos.

(Foto: Getty Images)

Nas conversas tidas entre os lados, dirigentes do Barcelona disseram a Roberto Martínez que seguem seu trabalho há tempos e que ele seria o favorito a assumir o comando do time atual, já que tanto os resultados atuais tendo Koeman como técnico quanto a própria relação do holandês com dirigentes e imprensa não estão em um nível satisfatório.

Roberto Martínez, inclusive, já teria comunicado a Federação Belga de Futebol que existem grandes chances dele assumir o comando do Barça. Pela excelente relação que possui com o CEO da entidade, contudo, são poucas as chances de que o espanhol deixe a Bélgica antes da Nations League – que será disputada entre os próximos dias 7 e 10 de outubro.

Multa de cerca de 1,5 milhões de euros

(Foto: Getty Images)

Pessoas do círculo mais íntimo de Martínez dizem que o treinador ficou muito abalado por não ter conseguido levar a Bélgica ao título da Euro 2020, que poderia ter sido a primeira grande conquista da equipe nacional em sua história. E a Nations League acaba aparecendo como opção de Martínez carimbar o trabalho feito com uma das melhores gerações da história do futebol belga com uma taça levantada. De qualquer forma, a competição de seleções não seria um grande problema para o Barça, já que teriam que esperar apenas um máximo de dez dias.

Para tirar Roberto Martínez da seleção belga, o Barcelona terá que pagar uma taxa de 1,5 milhões de euros como indenização à Federação Belga, ainda que os valores estejam sujeitos a variações dependendo do momento do pagamento e dos resultados esportivos conquistados pela equipe nacional.

Entretanto, como a negociação não começou oficialmente este assunto ainda não foi abordado pelas partes. Também ainda não foi conversado detalhes como o número de membros da comissão técnica de Martínez que chegariam ao Barça, entre eles o ex-jogador Thierry Henry.

Clube já procurou outros candidatos

Fontes do Barcelona insistem, em contato com a Goal, que a obrigação da diretoria é fazer uma boa leitura do mercado e fazer contato com os principais candidatos para ocupar a vaga que hoje é de Koeman – que viu o seu sonho se transformar em pesadelo no Camp Nou. De qualquer forma, Roberto Martínez não é o único nome no radar e ainda não existe nenhuma negociação avançada com nenhum técnico.

A situação será atualizada dia a dia, já que não há dúvidas de que o trabalho de Ronald Koeman como treinador barcelonista está com os dias contados.