Ex-PSG diz que Leonardo mentiu sobre saída antes da Liga dos Campeões

Comentários()
Meunier, agora jogador do Borussia Dortmund, queria terminar a atual Champions League com o time de Paris

Após vários anos como jogador do PSG, Thomas Meunier trocou o clube pelo Borussia Dortmund. Ele foi critiado pelos torcedores do Paris Saint-Germain por não terminar a temporada no Parque dos Príncipes, mas o belga disse que Leonardo, diretor esportivo do clube francês, mentiu sobre sua saída.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN por um mês grátis!

O lateral deixou o PSG de graças após o término do contrato e explicou a situação. "Leonardo disse à imprensa na França que eu havia me recusado a renovar meu contrato. Não é verdade, quero deixar muito claro", disse Meunier à Deutschen Presse-Agentur.

"Leonardo nunca tentou chegar a um acordo com o Borussia Dortmund, e menos ainda comigo! Ele queria que eu jogasse no PSG quase de graça", afirmou o belga.

Meunier chega ao clube aurinegro para ser o substituto de Achraf Hakimi. O marroquino será reforço da Inter de Milão para a próxima temporada.

Antes da disputa da Liga dos Campeões, em agosto, o PSG ainda terá duas finais nacionais para disputar no fim do mês de julho. No dia 24, o compromisso é contra o Saint-Étienne pela final da Copa da França. Uma semana depois, no dia 31, o time da capital duela contra o Lyon pelo título da Copa da Liga Francesa.

Pela competição europeia, o PSG encara a Atalanta no dia 12 de agosto, pelas quartas de final. O duelo será em jogo único e disputado em Lisboa, assim como toda a reta final da Liga dos Campeões.

Leonardo nega as acusações

Em entrevista concedida ao Le Parisien, Leonardo negou as acusações do ex-jogador do PSG.

Mais artigos abaixo

"Nós usamos uma política igual para todos os jogadores cujos contratos estavam no final: os estendemos por mais dois meses, até o final das competições, nas mesmas condições. Thiago Silva, Choupo-Moting e Sergio Rico concordaram, agiram perfeitamente. Thomas Meunier já havia assinado com o Borussia Dortmund, não sei quando. Desde 1 de janeiro, ele já podia assinar um pré-contrato, sem nenhum impedimento, com quem quisesse, e pediu o mesmo salário no Borussia. Eu pedi um empréstimo ao Borussia e eles queriam ser pagos. Nessas condições, ficou impossível." negou Leonardo.

"Não tinha nenhuma razão para o clube agir diferentemente com Meunier. O clube nunca o desrespeitou. Tentamos prorrogar seu contrato, ele não quis, está em seu direito." deixou claro.

Fechar