Cotado, Aguirre não foi procurado para assumir o Uruguai - e não é o único candidato

Ricardo Duarte/SC Internacional

As derrotas para Argentina e Brasil pelas Eliminatórias para Copa do Mundo de 2022 agitaram o ambiente na seleção do Uruguai. Informações que circularam nesta sexta-feira (15) no país vizinho dão conta que existe uma movimentação nos bastidores da Associação Uruguaia de Futebol para uma possível troca no comando técnico da seleção celeste - e que Diego Aguirre, técnico do Internacional, é um dos favoritos ao cargo.

O treinador Óscar Tabárez, 74 anos, e que está a mais de uma década no comando da Seleção Uruguai deixou de ser uma unanimidade e passou a ser questionado pela queda de rendimento da seleção nos últimos jogos.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Após as duas derrotas nos compromissos de outubro, a seleção celeste acabou caindo para quarta posição na tabela, sendo ultrapassada pelo Equador. Hoje o Uruguai soma 16 pontos, os mesmos da quinta colocada, a Colômbia, que atualmente disputaria a repescagem repescagem por uma vaga no Mundial do Qatar.

Os boatos sobre uma possível troca no comando técnico da seleção uruguaia causaram aflição entre os colorados. O técnico do Inter Diego Aguirre já há algum tempo vem sendo cotado para substituir Tabárez, por isto a preocupação entre os dirigentes do Inter.

Procurado pela reportagem da Goal, o empresário de Aguirre, Jorge Américo, revelou que o profissional em nenhum momento foi procurado pelos dirigentes da AUF, e explicou como é o contrato do técnico colorado caso venha a ser procurado para dirigir a seleção.

Até agora ninguém procurou o Aguirre para falar sobre a possibilidade de treinar a seleção do Uruguai. Não acredito que aconteça a troca no comando técnico da seleção uruguaia este ano, se realmente isto acontecer deve ser para o ano que vem", disse Américo.

"Não existe nenhuma cláusula no contrato com o Inter sobre liberação imediata para a seleção uruguaia ou qualquer seleção ou time europeu. O contrato do Diego Aguirre com o Inter é padrão, de multa de rescisão para as partes conforme acontecer o desligamento.”

O jornalista uruguaio Martín Gomes de Freitas, que acompanha o futebol do Uruguai na rádio La Voz de La Frontera, destacou que Diego Aguirre é um dos nomes caso ocorra uma troca no comando da seleção celeste, mas não é o único cotado.

“Pode haver sim uma possibilidade de saída, mas não acredito que ocorra neste ano. Em todo este tempo de Óscar Tabárez no comando da seleção, este é o momento mais crítico."

"Em relação a Diego Aguirre, ele não tem mais a força de antes, outros nomes estão aparecendo, como o Fabián Coito, que treinou durante muito tempo as seleções de base do Uruguai e estava na seleção de Honduras. Outro nome cotado é o de Alexander Medina, do Talleres da Argentina, e o Guillermo Almada, que está no Santos Laguna, do México. Todos eles são uruguaios e, assim como Diego Aguirre, também surgem como possíveis nomes para a Seleção Uruguaia”, destacou Gomes de Freitas.

Mais artigos abaixo

No lado colorado, os dirigentes evitam falar neste assunto e acreditam que o treinador uruguaio irá cumprir o seu contrato com o clube, que é válido até dezembro de 2022.

O Inter está na sétima colocação do Campeonato Brasileiro e vem se candidatando a uma vaga direta à Copa Libertadores do ano que vem graças ao rendimento sob o próprio Diego Aguirre.